Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 03 de Agosto de 2022 - 11:24

Prefeitura de Salvador divulga protocolo municipal de ação contra 'monkeypox'

por Bruno Leite

Prefeitura de Salvador divulga protocolo municipal de ação contra 'monkeypox'
UPA Santo Antônio será uma das unidades de referência | Foto: Reprodução / SMS

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Salvador divulgou, na manhã desta quarta-feira (3), o protocolo municipal de enfrentamento à varíola dos macacos. Colocada em prática já na próxima segunda-feira (8), a diretriz reúne orientações para os profissionais de saúde de como atuar nos casos de infecção pela doença.

 

Desde os primeiros indivíduos diagnosticados, as recomendações utilizadas eram as definidas pelo Ministério da Saúde e pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

 

Ao apresentar a política de saúde, o secretário de Saúde do município, Décio Martins, salientou que, para além de padronizar o atendimento, o protocolo busca "informar à população os procedimentos que devem adotar, quais unidades devem procurar e quando procurar".

 

Uma rede com 28 unidades básicas de saúde será disponibilizada como referência para atendimento e coleta laboratorial. Além destas, outras 16 unidades de urgência e emergência serão destinadas para o acolhimento de pacientes com quadros suspeitos. 

 

A listagem dos equipamentos de saúde será divulgada periodicamente pela prefeitura através do site oficial e das redes sociais, garantiu a equipe que elaborou o protocolo.

 

O esquema de ação vai envolver a definição de casos, o isolamento, a avaliação do quadro e o estabelecimento do tipo de isolamento a ser adotado, que pode ser domiciliar (para casos leves) ou hospitalar (em situações mais graves).

 

De acordo com a SMS, todos os casos suspeitos serão notificdos, para que haja o rastreamento de pessoas que possam ter sido expostas ao vírus e a partir daí possa haver o controle da doença. 

 

Atualmente, Salvador tem 9 casos da varíola dos macacos confirmados. Segundo Décio Martins, 4 destes já são considerados curados, tendo os indivíduos infectados cumprido os 21 dias preventivos estipulados pela gestão.

 

Durante a apresentação, Décio reforçou também a necessidade do uso de máscaras, da higienização constante e da adoção de métodos seguros para a prática sexual.

 

Embora o número de unidades de referência já tenha sido definido, a SMS não descartou a possibilidade de que a rede seja ampliada. Confira a lista atual:

 

UNIDADES BÁSICAS DE REFERÊNCIA:

  • USF Lealdina Barros
  • USF Clementino Fraga
  • USF Olga de Alaketu
  • USF São Gonçalo
  • USF Mata Escura
  • USF Doron
  • USF Nelson Piahuy
  • USF Itapuã
  • USF Jardim Campo Verde
  • USF Mussurunga I
  • USF Cambonas 
  • UBS Castelo Branco
  • USF São Marcos
  • USF Ilha Amarela
  • USF Ilha de Maré
  • USF Bom Jesus dos Passos
  • USF Paramana 
  • USF Teotônio Vilela II
  • USF Alto do Peru
  • USF Pirajá
  • USF San Martin I
  • UBS Maria Conceição Imbassahy
  • USF César de Araújo 
  • USF Pituaçu
  • UBS Ministro Alkimin 
  • USF São José de Baixo
  • UBS Dr. Péricles Esteves Cardoso 
  • USF Pelourinho

 

UNIDADES DE EMERGÊNCIA:

  • UPA Adroaldo Albergaria
  • UPA Paripe
  • UPA Santo Antônio
  • UPA Barris
  • UPA Brotas
  • UPA Hélio Machado
  • UPA Pirajá / Santo Inácio
  • UPA Valéria
  • UPA San Martin
  • UPA Parque São Critóvão
  • PA Rodrigo Agolo
  • PA Dr. Edson Teixeira
  • PA Maria Conceição Imbassahy
  • PA Alfredo Bureau
  • PA Orlando Imbassahy
  • PA São Marcos

Histórico de Conteúdo