Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Dentro de estudo, Botucatu é 2ª cidade do país a promover vacinação em massa contra Covid
Foto: Prefeitura de Botucatu/Divulgação

Repetindo o feito de Serrana, primeira cidade a promover vacinação em massa contra a Covid-19 (clique aqui e saiba mais), outra cidade paulista iniciou o processo, neste domingo (16). 

 

A população adulta do município de Botucatu, situado a 237 km de São Paulo, será imunizada dentro de um estudo para avaliar a efetividade da vacina de Oxford/AstraZeneca quando aplicada em um universo grande de pessoas em um mesmo momento. 

 

Segundo informações da Agência Brasil, a expectativa é vacinar 80 mil pessoas, de 18 a 60 anos, já os maiores de 60 anos já foram imunizados dentro do Plano Nacional de Imunização. A população total da cidade é de 150 mil pessoas.

 

O cronograma da prefeitura prevê aplicar a primeira dose no grupo entre 51 e 60 anos a partir das 8h deste domingo 16). A partir das 10h30, a vacinação é da população entre 41 e 50 anos; às 13h, recebem o imunizante aqueles que têm entre 31 e 40; e, por fim, às 15h50, são vacinados nas pessoas entre 18 e 30 anos.

 

A prefeitura de Botucatu destacou que os menores de 18 anos não serão vacinados neste momento porque até então não há estudos sobre a aplicação do imunizante da Oxford/AstraZeneca/Fiocruz nesse público. Seguindo recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as gestantes também estão excluídas do estudo.

 

Participam da iniciativa a Universidade Estadual Paulista (Unesp); a Universidade de Oxford, no Reino Unido; a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz); o laboratório AstraZeneca; a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp); a prefeitura de Botucatu; o Ministério da Saúde e a Fundação Bill e Melinda Gates.

Histórico de Conteúdo