Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Butantan receberá menos IFA do que esperado e culpa 'falta de alinhamento' do governo
Foto: Reprodução/TVGlobo

O Instituto Butantan sinalizou, nesta quinta-feira (6), que houve uma redução na previsão de recebimento de insumos para produzir a vacina CoronaVac. O diretor do instituto, Dimas Covas, atribuiu o problema à "falta de alinhamento" do governo federal.

 

A entidade aguarda a chega de um lote com a matéria-prima. O Butantan informou que solicitou à Sinovac 6 mil litros do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA). A quantidade possibilitaria produzir aproximadamente 10 milhões de doses. Metade desse montante, porém, corresponde ao lote que deveria ter sido enviado em abril, destaca reportagem do G1.

 

Dimas Covas concedeu entrevista na manhã desta quinta, e informou que nos próximos dias chegarão apenas 2 mil litros do insumo.

 

Dimas Covas falou que um mal-estar foi provocado "por sucessivas declarações desastrosas do ministro da economia, Paulo Guedes, e agora do presidente da república, Jair Bolsonaro".

 

Na quarta-feira (5), o presidente da República Jair Bolsonaro insinuou, sem mencionar a China, que o novo coronavírus pode ter nascido "em laboratório".

 

Vale lembrar que a China é fornecedora de insumos tanto para a produção tanto da CoronaVac, do Instituto Butantan, como da vacina de Oxford, produzida pela Fiocruz.

Histórico de Conteúdo