Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bahia segue orientação da Saúde e aplicará 2ª dose da Pfizer contra recomendação da bula
Foto: Rodrigo Nunes/MS

Com a distribuição do primeiro lote de vacinas da Pfizer contra a Covid-19, o Ministério da Saúde orientou que os estados apliquem o imunizante com 12 semanas de intervalo entre as doses. Só que a orientação é diferente da que consta na bula do imunizante, que indica a aplicação da segunda dose após 21 dias. A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) informou que seguirá a orientação da pasta.

 

Esse primeiro lote de vacinas da Pfizer recebido pelo Brasil foi de um milhão de doses e é uma parcela de um acordo que prevê a aquisição de 100 milhões de doses a serem entregues até o fim do terceiro trimestre deste ano.

 

A Bahia recebeu 26 mil doses da vacina da Pfizer. Essa primeira remessa ficou concentrada em Salvador, mas nas próximas a expectativa é de que nove cidades possam receber o imunizante. Isso porquê a Secretaria da Saúde adquiriu 30 ultra congeladores, equipamento necessário para armazenar o imunizante a temperaturas de – 70ºC.

 

O Ministério da Saúde informou que a ampliação do intervalo “poderá trazer ganhos significativos dos pontos de vista da saúde pública”, o que poderá reduzir a gravidade da Covid-19.

 

Um argumento apresentado pela pasta federal foi o exemplo do Reino Unido, onde o mesmo prazo de 12 semanas foi adotado.

Histórico de Conteúdo