Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 07 de Abril de 2021 - 15:20

Salvador terá critérios para vacinar pessoas com comorbidades; veja quais são

por Jade Coelho

Salvador terá critérios para vacinar pessoas com comorbidades; veja quais são
Foto: Valter Pontes / Secom PMS

O secretário municipal da Saúde, Leo Prates, informou que Salvador já começou a preparar os protocolos de como será feita a vacinação contra a Covid-19 do terceiro grupo de prioridade, formado por pessoas que têm algum tipo de comorbidade. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (7), em entrevista ao Bahia Notícias no Ar, da rádio Salvador FM 92,3.

 

O primeiro grupo prioritário envolveu idosos acima de 85 anos, pessoas internadas em casas de repouso e profissionais de saúde da linha de frente do combate à pandemia. No segundo, são idosos entre 60 e 84 anos - posteriormente, também foram incluídos agentes de segurança, como policiais militares e bombeiros.

 

Segundo o gestor da SMS, neste momento a pasta está debruçada no desafio de definir o protocolo para a vacinação das pessoas com comorbidades. Leo Prates explicou que como cabe ao médico prescrever se um paciente tem ou não comorbidades, a SMS vai firmar parceria com o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb). 

 

A vacinação das pessoas com comorbidades será dividida em duas etapas. Na primeira serão imunizados aqueles que já têm cadastro no sistema de saúde, que já são atendidos na cidade, e já possuem receituário no sistema, por exemplo. Na segunda etapa o Cremeb vai disponibilizar uma aba no site para que os médicos cadastrem seus pacientes com comorbidades. O sistema será aberto para que o Ministério Público tenha acesso para garantir a lisura do processo. 

 

“São 22 comorbidades consideradas, mas tem graus da comorbidade e o Ministério da Saúde estabelece em cada comorbidade o grau que deve ser vacinado”, sinalizou Leo Prates ao explicar que nem todas as pessoas com doenças crônicas serão vacinadas num primeiro momento. A lista das comorbidades incluídas como prioritárias para a vacinação foi publicada no Diário Oficial desta quarta (clique aqui e veja).

 

Histórico de Conteúdo