Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Investigação da OMS diz que é improvável que coronavírus tenha escapado de laboratório
Foto: Tony Winston/Ministério da Saúde

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera improvável que o novo coronavírus tenha escapado de um laboratório chinês. A entidade está conduzindo investigações na China sobre a origem do vírus causador da Covid-19 (leia aqui) e um laboratório foi um dos locais visitados pela equipe.  

 

O entendimento da OMS é de que o Sars-Cov-2 tenha sido transmitido por um animal, disse nesta terça-feira (9) o especialista em segurança alimentar e doenças animais da Organização, Peter Ben Embarek. 

 

Ele fez um resumo da investigação em Wuhan, a cidade chinesa onde os primeiros casos de covid-19 foram diagnosticados. 

 

O Instituto de Virologia de Wuhan, um dos principais laboratórios de pesquisa de vírus da China, construiu um arquivo de informações genéticas sobre coronavírus em morcegos, após o surto da Síndrome Respiratória Aguda Grave, que surgiu no país asiático em 2003. Isso levou a alegações de que a covid-19 poderia ter saído daquelas instalações, hipótese sugerida pelo ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, ressalta reportagem da Agência Brasil.

 

Juntamente com cientistas do instituto, a equipe da OMS, que inclui especialistas de dez países, visitou hospitais, institutos de pesquisa e o mercado de frutos do mar onde foram diagnosticados os primeiros casos.

 

"As nossas descobertas iniciais sugerem que a entrada por meio de uma espécie hospedeira intermediária é o caminho mais provável, o que exigirá mais estudos e pesquisas mais específicas", disse Embarek. "No entanto, as descobertas sugerem que a hipótese de se tratar de um incidente em um laboratório é extremamente improvável", acrescentou.

 

De acordo com a Agência Brasil, os investigadores chineses anunciaram que não encontraram o animal que está na origem do novo coronavírus.

 

A transmissão para o ser humano a partir de um animal é provável, mas "ainda não foi identificada", disse Liang Wannian, chefe da delegação de cientistas chineses.

Histórico de Conteúdo