Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Ambulâncias de Los Angeles não transportarão pacientes com poucas chances de sobrevivência
Foto: Reprodução/Pixabay

Os hospitais de Los Angeles, segunda maior cidade dos Estados Unidos (EUA) estão superlotados e falta suprimento de oxigênio. Diante da realidade, as ambulâncias da cidade foram orientadas  a não transportar pacientes que tenham poucas chances de sobrevivência. A informação foi divulgada pela imprensa americana.

 

Reportagem do jornal "Los Angeles Times", publicou que as autoridades locais pediram que o sistema de saúde se concentre nos pacientes com maior chance de sobrevivência.

 

O jornal apurou que a Agência de Serviços Médicos de Emergência da cidade emitiu diretrizes que orientam as equipes das ambulâncias a economizar e fornecer oxigênio apenas a pacientes com saturação menor que 90%. Outra determinação é para que os profissionais não levem aos hospitais pessoas com "virtualmente nenhuma chance de sobrevivência".

 

As previsões feitas pelo governo da Califórnia não são positivas. De acordo com o G1, eles estimam uma piora da situação nos próximos dias, devido a realização de festas de fim de ano. 

 

"Muitos hospitais chegaram a um ponto crítico e estão precisando tomar decisões muito duras sobre os cuidados aos pacientes", admitiu ao "LA Times" a diretora de serviços de saúde de Los Angeles, Christina Ghaly.

Histórico de Conteúdo