Carnaval: Postos de saúde da prefeitura registram queda de 40% em agressões na folia
Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde de Salvador registrou neste domingo (23) 76 casos de agressões por armas brancas. O número é 40% menor em relação ao mesmo período ao Carnaval de 2019. Entre as armas brancas estavam espetos, facas e garrafas de vidro.  Segundo a prefeitura, a redução é em decorrência da apreensão dos objetos durante a folia.

 

No total, os módulos de saúde instalados para a festa realizaram, entre a noite de domingo (23) e madrugada desta segunda-feira (24), 3.289 atendimentos. A maioria foi registrada no Circuito Dodô (Barra/Ondina), com 2.485. As principais causas continuam sendo os atendimentos clínicos, responsáveis por 80,9% do total das ocorrências.

 

Foram transferidos 95 pacientes para unidades de retaguarda, o que corresponde a apenas 3% do total de atendimentos realizados nos circuitos. Avaliação especializada, radiológica e tomográfica estão entre os principais motivos de transferência para, principalmente, o Hospital Geral do Estado (HGE), UPA Brotas e UPA Vale dos Barris.

Histórico de Conteúdo