Ministro da Saúde faz alerta sobre sarampo ao comparar antivacinação com roleta russa
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Durante o dia D de vacinação contra o sarampo, neste sábado (15), o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta fez um alerta sobre o movimento antivacina. Segundo o G1, após participar de uma convenção do partido Democratas, no Mato Grosso do Sul, o titular da pasta comparou a não vacinação com uma roleta russa. 

 

"Tem que ter responsabilidade que atenta para o fato de que não vacinar é igual a um roleta russa. A gente não deseja que ninguém brinque de roleta russa porque, se for a bala daquele momento, ela pode te matar e o sarampo é uma roleta russa. Você tem uma defesa que te protege 99.97% dos casos que é uma vacina. Você deve fazer isso", alertou.

 

Na mesma entrevista, o ministro apontou como “negligentes” os pais de crianças que não levarem seus filhos para tomarem a vacina. "Você tem uma defesa que te protege em 99,97% dos casos.. Que é uma vacina. Você deve fazer isso. Agora há negligência de não vacinar uma criança. Uma criança que não pode ir na unidade de saúde, ela não consegue exigir seu direito. Isso é função da sociedade, do pai, da mãe”, declarou. 

 

No sábado (15), apesar de 42 mil postos em todo Brasil terem ficado abertos para o dia D contra o sarampo, a campanha do Ministério da Saúde iniciada no dia 10 de fevereiro finalizará no dia 13 de março. Durante o período, é estimado a vacinação de 3 milhões de pessoas, entre elas, crianças e jovens de 5 a 19 anos. 

Histórico de Conteúdo