Consulta pública da Anvisa sobre maconha medicinal teve 554 contribuições
Foto: Reprodução/7RayMarketing

O processo de consulta pública sobre a possibilidade de liberação do plantio de Cannabis sativa para fins medicinais no Brasil, realizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), totalizou 554 contribuições, que puderam ser enviadas até esta segunda-feira (19).

 

As contribuições agora passarão pelo crivo dos diretores da Anvisa, que tomarão juntos uma decisão final sobre o tema.

 

No mês de junho a Anvisa aprovou duas propostas para regulamentar o plantio de maconha no país, lembra reportagem do G1, caso o processo seja concluído com a liberação.

 

O canabidiol, que é a substância extraída da cannabis, deixou de ser proibido no Brasil desde  2015 para uso em tratamentos e pesquisa científica. Entretanto, o plantio da erva não é permitido.

Histórico de Conteúdo