Médicos de Cuba começam a deixar Brasil nesta quinta, informa Opas
Foto: Agência Brasil

Os profissionais cubanos que atuavam no Programa Mais Médicos começarão a sair do Brasil nesta quinta-feira (22), segundo nota divulgada pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). A entidade é responsável pela intermediação do convênio entre Brasil e Cuba.

 

A estimativa, segundo a Agência Brasil, é que o processo de saída dos mais de 8 mil médicos aconteça até 12 de dezembro. Nos próximos três dias, de quinta a sábado, cinco voos partirão com destino à capital cubana, Havana. Os profissionais já começaram a se deslocar dos municípios onde estavam alocados para as cidades de onde sairão os voos para Cuba.

 

O retorno ocorre por decisão do governo cubano, que não aceitou condições impostas pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, para que os médicos permaneçam no programa. Em nota, o Ministério da Saúde cubano afirmou que as exigências desrespeitam as condições acordadas no convênio com a Opas.

 

Para substituir os profissionais, o Ministério da Saúde abriu nesta terça-feira as inscrições do novo edital do Mais Médicos. O prazo vai até o próximo domingo. Podem pleitear o posto profissionais com registro nos conselhos de medicina ou com diploma na atividade validado no Brasil.

Histórico de Conteúdo