Novo remédio para tratamento da Doença de Crohn é incorporado no SUS
Foto: Getty Images
O Ministério da Saúde incorporou na última semana um medicamento para tratamento da Doença de Crohn, no nível moderado a grave, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O Certolizumabe Pegol foi incluído na atualização do Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas (PCDT) dessa enfermidade, publicado no Diário Oficial da União. A Doença de Crohn é uma doença inflamatória que pode afetar qualquer parte do tubo digestivo, desde a boca até o ânus, e tem origem ainda não conhecida. Com o novo medicamento, a expectativa do ministério é amenizar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do portador da doença. Atualmente, o SUS oferece sete medicamentos para o tratamento da doença de Crohn: ciclosporina, azatriopina, metotrexato, sulfasalazina, mesalazina, infliximabe e adalimumabe. Compete aos gestores estaduais e municipais estruturar a rede assistencial, definir os serviços referenciais e estabelecer os fluxos para o atendimento dos indivíduos com a doença em todas as etapas do tratamento.

Histórico de Conteúdo