Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

'Não vão resolver as causas do estresse', afirma psicólogo sobre livros para colorir
Livros de colorir para adultos têm se tornado moda | Foto: Reprodução
Oferecidos como forma de diminuir o estresse, os livros para colorir têm feito sucesso entre os adultos mais “esquentadinhos”. Entretanto, eles são apenas um paliativo para quem vem passando por problemas estressantes. É o que afirma o psicólogo Bruno Oliveira. Segundo ele, a sensação de calma proporcionada ao colorir os livrinhos não consegue atuar na raiz do que motiva o estresse. “Ele é uma alternativa, como a academia, prática de esportes, pois é uma atividade que consegue colocar seu foco em outra coisa, fazer você esquecer as causas do estresse. No entanto, é uma coisa extremamente provisória, não vai resolver as causas do estresse”, explica. De acordo com o psicólogo, os livros para colorir agem no cérebro das pessoas diminuindo a adrenalina e intensificando a ação de um neurotransmissor denominado dopamina. “A adrenalina é um tipo de neurotransmissor que deixa as pessoas agitadas, enquanto a dopamina provoca sensação de prazer, recompensa, diminuindo o estresse, a agitação das pessoas”, afirma. Oliveira acredita ainda que, ao lançarem estas publicações como se estas fossem realmente capazes de atuar na causa do estresse das pessoas, as editoras têm buscado o lucro. Ele afirma também que a conturbada vida nas grandes cidades muitas vezes impossibilita as pessoas de buscarem especialistas que possam realmente solucionar estas questões, o que as fazem correrem atrás de saídas paliativas para isto, como os livros para colorir. “Eles podem ser colocados no bolso e levados para qualquer lugar. É por isso que eu não diria que não os recomendo. Eles têm seus efeitos positivos, só que são momentâneos”, defende. Já que pintar livrinhos não é a melhor solução para quem quer acabar de vez com o estresse, o psicólogo Bruno Oliveira recomenda que as pessoas busquem especialistas, como psicólogos e psicanalistas. “Eles vão trabalhar o que leva à pessoa ao estresse, enfrentando realmente esta causa, mudando a atitude que pessoa possui frente a ela, não só fazendo com que você se desestresse momentaneamente, para quando depois entrar em contato com uma situação estressante, voltar a se estressar”, afirma. Mesmo momentânea, a capacidade de acalmar aqueles que saem do sério facilmente parece conquistar cada vez mais os consumidores dos livrinhos de pintar.


Histórico de Conteúdo