Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Após anunciar saída do Patriota, Átila do Congo vai assumir presidência em Salvador
Vereador Átila do Congo | Foto: Valdemiro Lopes / CMS

Após anunciar que deixaria o Patriota com a chegada do senador Flávio Bolsonaro ao partido (leia mais aqui), o vereador Átila do Congo vai assumir a presidência da legenda em Salvador.

 

Segundo publicação do edil em uma rede social, a decisão foi tomada em reunião com a executiva do Patriota na Bahia. Ainda não há data para o anúncio oficial. O encontro contou com a participação da vereadora Roberta Caires e do presidente estadual do partido, Alexandre Marques.

 

No mês de maio, Átila do Congo chegou a dizer que recorreria ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para se desfiliar da legenda.

 

“Não componho ideologia partidária e mediante a quase meio milhão de pessoas que perderam suas vidas mediante a negligência de um governante. À exemplo de Joilson, conhecido como Jojo, meu amigo motorista por aplicativo que perdeu a vida porque não estava vacinado”, disse o vereador, à época, em discurso no plenário da Câmara de Salvador.

 

Poucos meses após assumir o mandato na Casa Legislativa - Átila era suplente do vereador Daniel Rios, que morreu por complicações de uma cirurgia (leia mais aqui) - o parlamentar criticou o líder e o 1º vice-líder do governo na Casa, Paulo Magalhães Jr. (DEM) e Orlando Palhinha (DEM), respectivamente, por entender que ambos não vêm conduzindo da melhor maneira a relação com os parlamentares apoiadores da prefeitura. (lembre aqui).

 

Na sequência, Átila recuou e afirmou ter feito as pazes com o líder do governo na Casa, Paulo Magalhães Jr. (DEM), alegando  “erro de diálogo de ambas as partes” (leia mais aqui).

 

Histórico de Conteúdo