Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Após ameaçar deixar base de Bruno, Átila do Congo 'faz as pazes' com Paulo Magalhães Jr.
Átila ao lado de Bruno Reis | Foto: Divulgação / Instagram / @atiladocongo

Após criticar e ameaçar deixar a base do prefeito Bruno Reis (DEM) na Câmara de Salvador (leia mais aqui), o vereador Átila do Congo (Patriota) recuou e afirmou ter feito as pazes com o líder do governo na Casa, Paulo Magalhães Jr. (DEM), a quem Átila havia criticado em relação à condução das articulações junto aos parlamentares aliados.

 

Segundo o vereador, houve “um erro de diálogo de ambas as partes”. "Agora está certo e tudo alinhado. O melhor é que a gente conseguiu fazer o que deve fazer: estar juntos e agregados. Afinal de contas, estamos na mesma base”, explicou, em entrevista ao Bahia Notícias, ressaltando que “tudo não passou de um mal entendido”.

 

Contudo, embora siga na base de Bruno Reis, ele ponderou que “por enquanto” permanece, dando a entender que a possibilidade é avaliada de forma contínua. 

 

Átila ainda afirmou que a relação com o prefeito é boa. “Até houve uma confusão tentando colocar o prefeito no meio disso, mas minha relação com ele é excelente. Bruno cumpriu tudo que acertou comigo, e não tenho o que reclamar do prefeito e da vice. Mas é claro que sempre pode melhorar”, ponderou.

 

SITUAÇÃO DA BANCADA
Durante a rusga com a liderança do governo, Átila afirmou que conversaria com os vereadores da bancada do Patriota para avaliar uma mudança de lado na Câmara. Contudo, segundo a vereadora Roberta Caires, 1ª vice-líder do partido na Casa, isto não aconteceu.

 

Ela também indicou que não recebeu nenhuma orientação do presidente da legenda, Jean Sacramento, para analisar a troca de lado no Legislativo soteropolitano. 

 

“Respeito a posição do vereador Átila, no entanto é público e notório que faço parte do Grupo de ACM Neto e da base do prefeito Bruno Reis”, pontuou.

 

Procurado pela reportagem do BN, o líder da sigla na Câmara, Sandro Bahiense, não respondeu às mensagens para repercutir sobre o assunto. 

Histórico de Conteúdo