Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias Holofote
Você está em:
/
/
Entretenimento

Notícia

VÍDEO: Ed Motta polemiza ao dizer que quem ouve hip-hop é burro

Por Redação

Ed Motta
Foto: Instagram

O cantor Ed Motta, de 52 anos, gerou polêmica nas redes sociais ao criticar quem ouve hip hop. Em uma live realizada no perfil do Instagram, o artista afirmou que quem ouve o estilo é burro.

 

 

Para Motta, o gênero musical não representa sofisticação e a única forma de uma pessoa se mostrar inteligente através da música é ouvindo jazz e música clássica. Na crítica, o artista ainda citou o humorista Rafinha Bastos, que citou o estilo como um dos favoritos. 

 

“Eu não sou branco, p*rra. Eu sou preto, mas represento o que a raça tem de mais sofisticado. Qualquer um que ouve hip hop é burro… Sem exceção. Outro dia, eu vi um trecho de uma entrevista desse bobalhão desse Rafinha Bastos: ‘Ah, porque hip hop é o tipo de música que eu mais gosto de ouvir’. O cara é um imbecil.”

 

A declaração do cantor gerou críticas e Ed Motta foi chamado de elitista pela afirmação. "Essa fala do Ed Motta é uma das coisas mais preconceituosas que já ouvi de um músico, ainda mais sendo negro como ele é", disse um internauta. "Não é novidade que o ele não gosta de rap/hip hop, mas a forma que critica, vem carregada de elitismo e muito, mas muito, preconceito", analisou outra.

 

Esta não é a primeira vez que Ed Motta causa com uma declaração sobre música. Em 2022, o artista polemizou ao detonar o cantor baiano Raul Seixas.  

 

"Raul Seixas tem uma falha de caráter terrível na vida dele. Ele foi funcionário de gravadora, ou seja, ele trabalhou contra os colegas. Não tenho medo nenhum de falar contra Raul Seixas, era um puta de uma merda, ruim para caralh* musicalmente, ruim para caralh* de tudo."

 

Quase um mês depois o cantor voltou atrás e se desculpou pela declaração. "Eu fiquei muito decepcionado comigo, não com as minhas opiniões em si a cerca de como funciona o mercado de música. [...] Peço perdão pela forma agressiva e grosseira que falei do Raul Seixas".