Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

CMS pede definição do Carnaval até segunda e recomenda redução da festa em 2022
Foto: Márcio Reis / Ag Haack / Bahia Notícias

A Comissão Especial de Acompanhamento da Retomada dos Eventos da Câmara Municipal de Salvador pede para que o prefeito Bruno Reis (DEM) e o governador Rui Costa (PT) anunciem até o dia 15 de novembro de 2021 a decisão sobre a realização do Carnaval de Salvador em 2022.

 

O prazo dado pela CEARE, é uma das recomendações feitas pela Comissão, que está presente no 1º relatório da mesa, publicado no dia 8 de novembro, segunda-feira.

 

No documento assinado pelos vereadores Claudio Tinoco, presidente da Comissão, Anderson Ninho (vice-presidente), e seus membros, é recomendado ainda a não realização do Furdunço, Fuzuê em 2022 para evitar a circulação de pessoas na rua antes do período oficial da folia momesca, e uma redução nos dias de festa.

 

A CEARE solicita ainda no documento, a ampliação da capacidade de público nos eventos com venda de ingresso para maior que 5.000 e até o limite da capacidade máxima dos locais de eventos.

 

Como forma de controle da doença, é sugerido a exigência da comprovação da imunização contra a Covid-19 por parte da Prefeitura e do Governo, algo que já havia sido abordado por Bruno Reis.

 

A última declaração do prefeito sobre a realização do Carnaval foi que a festa dependia de outros atores, e a prefeitura estava no aguardo de uma reunião com o governador (confira aqui). Já Rui Costa, não deu certeza sobre a folia e afirmou que não quer se precipitar em sua decisão (leia aqui).

Histórico de Conteúdo