Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Amigo de MC Kevin apresenta queixa-crime contra suposta testemunha
Foto: Reprodução / Instagram

Victor Elias Fontenelle, o MC VK, e seus advogados, apresentaram na última sexta-feira (20) uma queixa-crime contra o cantor português Fernando Dimmy Junior, nova testemunha do caso de MC Kevin, morto em maio deste ano após uma queda do 5º andar.

 

Os representantes de VK acusam o artista, que em entrevista para o Domingo Espetacular, da Record, afirmou ter visto o amigo de Kevin incentivar o pulo dele da sacada do hotel (leia aqui), de injúria e calúnia.

 

De acordo com documentos obtidos com exclusividade pelo UOL, a Polícia Civil do Rio de Janeiro afirma que o português nunca esteve hospedado no hotel vizinho ao que aconteceu o acidente, como ele afirmou na entrevista.

 

Não há registros de que Fernando Dimmy passou pelo local em documentos nem em imagens das câmeras de segurança. 

 

Outro fato que coloca as declarações dadas pelo português à prova é que segundo a gerente do hotel que o rapaz teria se hospedado, apenas duas varandas do prédio têm vista para o Riale, onde Kevin estava, e os hóspedes desses quartos não testemunharam a queda.

 

Os advogados de VK afirmam ainda que ele é uma testemunha no caso de MC Kevin e não um investigado.

Histórico de Conteúdo