Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

MC Kevin foi incentivado a pular e pediu socorro antes de cair, diz nova testemunha
Foto: Reprodução / Instagram

Um novo depoimento pode mudar os rumos da investigação da morte de MC Kevin quase três meses depois do acidente. Um rapaz identificado como Fernando Dimmy Jr, cantor português de 31 anos, afirmou que viu um amigo do artista incentivando que ele pulasse do prédio.

 

Em entrevista ao 'Domingo Espetacular', o homem, que afirma ter se hospedado em um hotel em frente ao local onde Kevin estava, disse que viu todo o momento da articulação dos amigos.

 

"Eu confirmo que vi a queda do MC Kevin. Foi uma mera coincidência eu estar no hotel ao lado de MC Kevin. Pois eu não sabia da presença dele naquela cidade. Eu estava exatamente na varanda com a minha irmã. Tava no sexto andar. Bem, eu estava à espera que a minha irmã subisse para o meu quarto porque ela também disse que queria me fazer uma companhia. E, depois de um tempo, ela estava na varanda e gritou: 'vem ver aqui atos sexuais à distância'. Então, eu vi o que era para ver".

 

O músico relatou que foi possível ver Kevin e a garota de programa Bianca fazendo sexo momentos antes da queda. Ele ainda desmentiu a versão contada por um dos amigos que dizia estar em um quiosque no momento do acidente.

 

"Foi uns 10 minutos antes da queda, se não me engano. Bem, é aí onde entra o Jhonatas. Ele entrou a querer se calhar, insistir, em querer participar do ato sexual. Bem porque ele entrou a primeira vez, o MC Kevin levantou a mão como se estivesse a expulsar o Jhonatas do quarto. Da primeira vez, deu a entender isso. Que ele entrou no banheiro, eu não posso dizer que sim ou não, porque, aparentemente, ninguém foi ao banheiro. Na terceira vez que o Jhonatas voltou a entrar foi de uma maneira muito brusca e, com certeza, seria o momento em que disse a suposta frase 'moiô, moiô, tio'".

 

Segundo Dimmy, Kevin ainda pediu ajuda dos amigos após se pendurar para tentar fugir. 

 

"Tenho certeza do que eu estou falando. Deu a entender que o MC VK estava a incentivar o Kevin, que era para se pendurar naquele local. Que o Kevin largou a mão direita e ficou somente apoiado com a mão esquerda. E ali deu claramente a ouvir o que estava a dizer. Ele estava a pedir que o VK ajudasse ele. Sim, eu entendi, porque ele gritou mesmo, que deu para ouvir onde eu estava. Ele disse "me ajuda, me ajuda!". Então, mesmo assim, o VK parece que estava a incentivar ele para ir para o andar de baixo ou largar. Depois de ter gritado e não ter conseguido ficar apoiado no parapeito da varanda, ele já quando estava a cair, ele [VK] antes deu um chute, como se fosse um chute no parapeito".

 

O depoimento do artista não foi acompanhado de provas como passaporte e recibos do hotel que ele supostamente estaria hospedado. O caso, que ainda não foi arquivado pelo Ministério Público pode voltar a ser investigado.

 

Os novos depoimentos mexeram com a família do artista. A cantora Gabily desabafou e pediu Justiça pelo amigo. "Que a verdade apareça e a justiça aconteça. Revoltante assistir essa reportagem sobre a morte do Kevin. Quanta coisa tem aí. Não quero tomar partido de nada, nem culpar ninguém. Só digo que eu jamais deixaria amiga minha pular da sacada de um quarto de hotel a troco de uma brincadeira de mal gosto".

 

Assim como MC Brinquedo, que tinha Kevin como mentor: "Mataram meu irmão. Isso é fato. A mentira tem perna curta. Não adianta, a verdade aparece. Ódio".

 

A viúva do artista voltou a criticar MC VK e a garota de programa que estava no quarto com Kevin. Em seu Instagram, Deolane Bezerra disse que irá trabalhar no caso. "Só não esqueçam, eu não esqueci. Vai ser a melhor assistência de acusação da minha vida. Obrigada, Deus. O Senhor ouviu minhas preces".

 

Foto: Reprodução / Instagram 

Histórico de Conteúdo