Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 11 de Junho de 2021 - 13:05

Curtas e venenosas

por Natália Comte

Curtas e venenosas

*Sei que estou atrasada, mas fui finalmente ver o chá revelação de Lore Improta e Léo Santana, após muita insistência vocês;

 

*Bom, só posso dizer uma coisa: muita bagunça e muita demora;

 

*A ex-FitDance do nada dançando um Rala Rala no meio do evento da criança;

 

*Já disse em minhas redes sociais que não entendo o auê que virou os chás de revelação;

 

*Mas já que existem, fico dividida entre ver algo megalomaníaco ou minimalista. Como ainda tenho direito a voto neste País, escolho algo grande, porque é certo que vai ter alguma vergonha;

 

*Ah, o podcast do Gigante precisa de roteirista. Atenção aí, Sargento Basílio. O projeto tinha tudo para ser bom com o estouro do formato, mas ele ainda não pegou o "feeling" da polêmica e está requentando uns assuntos que nem têm mais graça;

 

*Por falar em voto, Ivetinha essa semana fez alguns protestos nas redes sociais. Calma, que ela está chegando...;

 

*Óbvio que também já aproveitou para dizer que está gravando CD inédito e autoral. Tempo para isso, sabemos que teve;

 

*Se até as flores do mandacaru demoram um ano inteiro para florescer, quem somos nós para não entendermos o tempo de cada pessoa? #filosofei. Por que choras, Edgard Addehusen?;

 

*Inclusive, soube que o poeta é o novo reforço da Salvador FM. Alô, Diogo Bola Medrado, o meu convite não vai chegar? Não que eu vá aceitar, mas estou esperando a proposta;

 

*Até porque basta perguntar ao Homem da Luz se eu não tenho a receita certa para a audiência de um lugar; 

 

*Entre os anúncios de novas vagas para a TV Bahia no LinkedIn está faltando a de revisor de texto;

 

*Pois, ao que tudo indica, a galera que está por lá não frequentava muito as aulas de português;

*Ou então, a intenção era dizer que lua brilha em algum lugar específico do telespectador. Mas, neste caso, ainda sim, a empresa precisa contratar alguém nem que seja para fazer a interação com o povo de casa;

 

*Fico imaginando as reações de Vanderson e Jel Senra - dois que adoram a vida acadêmica - vendo um erro tão primário assim;

 

*Mais uma vez o cantor da La Morte apareceu aglomerando;

 

*Confesso que para mim a surpresa seria se ele estivesse em casa. De 1 ano e meio de pandemia, se Magnata passou 48 horas em isolamento foi muito;

 

*Toda semana tem algum stories no Instagram mostrando ele em alguma festa clandestina por Salvador;

 

*Depois, reaparece - chorando - dizendo que tem medo de não ter dinheiro para a pensão;

 

*Agora eu me pergunto: não tem um planejamento financeiro com tanto tempo de carreira? Ou perdeu todo o dinheiro no acordo da música em homenagem ao ator global?;

 

*Fica de sugestão: vender a aliança de Manoel, vai que o latão dá algum dinheiro;

 

*Bom, já falei diversas vezes aqui sobre a necessidade de uma atenção do poder público para o setor de eventos;

 

*Afinal, movimenta a economia baiana e toda aquela história que estamos cansadas de repetir;

 

*Porém, não dá para aceitar alguém que descumpre todas as medidas de proteção contra uma doença que já matou mais de 480 mil pessoas no Brasil;

 

*Tio Bell pensando positivo com lançamento de bloco para o Carnaval de 2022, sendo que o Carnaval ainda nem está confirmado. Mas fez certo né, tem que garantir lugar na fila, e os mais velhos têm prioridade;

 

*Sendo bem sincera, a possibilidade de não ter Carnaval de rua é bem grande. E como a lei dá até um ano para os produtores para realizarem os eventos, os produtores vão ficar com o dinheiro na mão?;

 

*Se o mundo sobreviver até o ano que vem, o Tio Bell pelo menos já vai ter esgotado todos os abadás e mais uma vez teremos aquelas pautas: "Como você consegue sair todos os dias de Carnaval?";

 

*Confesso que, após a pandemia, até eu estou saudosa de ouvir as mesmas perguntas nos quebra-queixo. "Qual a expectativa para o show?";

 

*Os Meninos do 9875 não têm sorte, né? Uma das únicas oportunidades de aparecer para o público é quando tem show do pai e, desta vez, o mais novo ainda pegou Covid;

 

*Ou seja, em tempos de pandemia, live com público orgânico é o suprassumo da festa, mas nem isso aconteceu;

 

*A Vingadora está de casa musical nova, quer emplacar "novos hits", sendo que só tem um;

 

*Mas fiquei sentida quando ouvi o áudio dela dizendo que o engajamento caiu após o livramento do final do namoro com o MC. Sentida não pelo conteúdo, mas por saber que nem amizades sinceras ela tem;

 

*Se uma das minhas diversas amigas divulga qualquer conversa nossa, a minha reação deixaria qualquer ataque de estrelismo da Rainha Má(la) no chão;

 

*No início, achava que Sol Almeida seria a nova Elba Ramalho. Hoje em dia, vendo que foi para o 4º casamento, ela está mais para ser lembrada como a nova Gretchen;

 

*E tudo bem também. Afinal, eu só não largo meu Inho porque fomos feitos um para o outro. Caso contrário, também estaria por aí atrás da minha metade da laranja;

 

*Ainda não consigo acreditar nesta história dos dentes de Pugli. É sério? Primeiro, as blogueiras nos fazem acreditar que precisamos colocar uma lente que vai acabar com os dentes naturais;

 

*Depois, elas não explicam que a manutenção é cara e bem difícil;

 

*Por fim, agora inventam de mudar para ter um sorriso mais imperfeito; natural. Percebem como é um ciclo impossível de ser atingido?;

 

*Por isso que agradeço por ser perfeita naturalmente aos olhos do Pai;

 

*Os Estados Unidos viraram o novo Parque de Exposições? Todos os artistas que querem voltar aos palcos estão iniciando por lá;

 

*Acredito que seja a falta de esperança por aqui. Já temos Xanddy, Claudia Leitte com a carroça (wagon em português), Marília Mendonça, Safadão, Gusttavo Lima...;

 

*Um dia desses Marcelão DuWet postou um stories dizendo que em breve "somos nós" comemorando o retorno dos bares e casas noturnas em Nova York;

 

*Será que vai ter turnê da Salvador Produções na Disney? Atração infantil eles já têm;

 

*Visionário mesmo foi o Visconde de Sabugosa que migrou para os States, fingindo ser para ter um ano sabático;

 

*Mas agora terá a oportunidade de fazer até shows;

 

*Nesse ritmo, o 220 volts deve estar se sentido o rei do pedaço, aquele que já domina a cena brasileira por lá;

 

*Veremos se esse turismo do axé vai render mesmo;

 

Saiba quem são as personalidades citadas aqui:

Sargento Basílio               Daniela Basílio
Gigante                              Léo Santana
Homem da Luz                  Ricardo Luzbel
La Morte                             Bruno Magnata
Meninos do 9875               Rafa e Pipo
Vingadora                          Tays Reis
Rainha Má(la)                    Daniela Mercury
Marcelão DuWet                Marcelo Britto
Visconde                           Saulo Fernandes
220 volts                             Tomate

*Mandem sugestões de curtas para o Sabe o que eu acho? Ou me procurem no Facebook: Natália Comte. Para os desesperados, tem a opção de falar comigo pelo e-mail nataliacomte@bahianoticias.com.br

Histórico de Conteúdo