Sexta, 15 de Maio de 2020 - 13:00

Curtas e venenosas

por Natália Comte

Curtas e venenosas

*Claudia Milk dessa vez foi longe demais, achou um cantor nos confins do Cáucaso; 

  

*Certa ela, já marca seu espaço em algum país em que 99% dos artistas nem sabem que ela existe; 

  

*Deve ter aprendido com Anitta a tática de agregar público com pessoas de seguimentos distintos. Quem sabe dá certo; 

  

*O complicado é que quando o brasileiro perde o interesse em consumir não tem volta. O mundo do entretenimento é cruel. Quase uma frase motivacional. Fiquei emocionada; 

  

*Mas o senso de humor de nossa loira é um caso a ser estudado; 

  

*Essa semana mesmo, riu da própria miséria que foi aquela performance pendurada no Carnaval, e tudo para anunciar a live marcada do dia 23; 

  

*Acredito que a montagem tosca tenha sido proposital, mas a ideia é típica do desespero para chamar atenção nesses tempos de pandemia; 

  

*Semana passada eu disse que Anira tinha mudado o horário da live para não competir com Ivetinha. Um exemplo de harmonia no meio musical; 

  

*Depois, comparando os números, vi que a atitude foi acertada. A funkeira parece não render mais tanto no YouTube e Ivetinha ganhou nessa disputa, viu? Ponto para a Bahia; 

  

*Inclusive, a live de Ivetinha foi ótima, um repertório acertadíssimo. Meu Inho ficou todo animado por aqui tomando seu bom vinho no ofurô; 

  

*Fica a dica para a baiana: monta um show assim que será sucesso na classe da elegância, da qual eu obviamente faço parte; 

  

*Deixe de lado essa insistência de agradar o público só jovem, vide as músicas que lançou com um tal de Jão e o Vitor Grande. A propósito, vocês viram que ela errou na execução das duas músicas? Perdeu o timing da coisa; 

  

*Rolou uma história de Ivetinha seguindo Re Ré Du Arte no Instagram depois da tenebrosa entrevista na CNN; 

  

*Mas eu acredito que o contato exista há muito tempo. Não é de hoje que as duas parecem ter opiniões parecidas em certos assuntos; 

  

*Inclusive, a unanimidade de nossa Mainha foi por água abaixo com o unfollow público do Felipe Neto. Alguém resolveu tocar na ferida da isenção;  

  

*Obviamente que o mundo segue o mesmo com ou sem as atitudes de Felipe Neto, mas já sinaliza uma insatisfação do público. Sabemos que se fosse qualquer outro artista já estaria cancelado na internet; 

  

*Mas é claro que Ivetinha, vendo o circo pegar fogo, falou por alto e com palavras bonitas durante sua live, mas sem se comprometer e citar o nome de ninguém, né?; 

  

*Será que a amizade com Xuxa foi desfeita novamente? É a dúvida que não quer calar; 

  

*Eu queria um dia entender o que se passa na cabeça de Netinho da Mila

  

*Uma pessoa que passou por momentos difíceis na vida e fica agora minimizando o coronavírus

  

*A paixão pelo presidente é tão grande, que até grupo para disseminar notícia duvidosa ele criou; 

  

*O próprio Instagram classificou um stories do baiano como falso. Quer dizer... não tá fácil; 

  

*Mas olhando aqui de fora, quando digo que esse mundo é cruel, estou falando disso. Netinho não rende nada no meio musical há pelo menos uns 20 anos, foi preciso buscar outras formas de chamar atenção. Achou; 

  

*Acho que na possibilidade de saída de Regina Duarte, ele deve pensar que será a próxima opção para o cargo; 

  

*Bell Marques e família estão abençoados, não é mesmo? Já não bastasse a confusão da live, agora tem o golpe dos falsos tickets; 

  

*Pelo menos, o Tio Bell segue com o sorriso no rosto e bandana na cabeça como se nada estivesse acontecendo; 

 

*E os filhos longe de confusão, já que o mundo está parado e eles não têm como sair na mão por aí;

  

*Alguém tem notícias de Durvalino Meu Rei?; 

  

*Soube que a Mulher Farofa anda fazendo lives para 50 pessoas por aí. Porém, defendo que quantidade nem sempre é qualidade. Às vezes, você pode ter pouco e ser ruim mesmo. Não que seja esse o caso; 

  

*Ludmilla foi internada esses dias às pressas por conta de fortes dores no rim. Toda vez que vejo alguém assim, lembro do Gordinho de Holofote. Há um tempo, bastava eu respirar que recebia a notificação que esse menino tava internado por questões do rim; 

  

*Voltando para Lud, não entendi ela estar tomando morfina para dor. Logo ela que é acostumada com alface para curar qualquer mal; 

  

*Sargento Basílio anda trabalhando, né? Emplacou Tayrone em nota da Folha e pasmem: sobre o nascimento do seu segundo filho. O ex-cigano tá em alta; 

  

*Aproveitando o espaço, vi gente do Mídias reclamando dos releases enviados na madrugada para o Zap dos jornalistas. Uma dica da tia: esse povo deixa de publicar as coisas só pela raiva do incômodo. Então, pensem bem antes de mandar trabalho fora do horário comercial; 

  

*Marília Mendonça dando na cara da metade da população brasileira que sofre com a carência na quarentena. Por lá, a sertaneja todo dia esnoba uma pobre garota que fica oferecendo sexo virtual a ela. Quem pode, pode; 

  

*Não aguento mais essa confusão que virou a briga da herança de Gugu. Cadê Xanddynho e Carlinha para disputarem uma parte para Camilinha, já que é afilhada do apresentador?; 

  

*Absurdo ela não ter direito a alguma parte desse negócio aí. Faço coro para entrar nesse angu; 

  

*Vivi para ver Wagner Auau fazendo lives sobe o futuro do entretenimento. Tá se achando galã de novela mesmo; 

  

*A gente até tentar ter empatia, mas ver que Leonardo e Gusttavo Lima furaram a quarentena e pegaram um jatinho só para pescar é demais, né? 

  

*O pouso de emergência deve ter sido um recado de Safadão

  

*Um salve para Davizinho Moraes, que está passando por uma barra. Após a perda do nosso querido Moraes, ele pediu um tempo do namoro também com Maria Ribeiro para se isolar. Precisando de suporte emocional, a gente pode fazer aquela videochamada com café e biscoitos finos; 

  

*O coronavírus chegou na TV Bahia, mas o mistério de quem foi atingido intriga ainda mais. Ficarei de olho nos rodízios; 

  

*Pelo meu histórico de atleta visual da vida dos outros, acho que foi alguém da técnica mesmo; 

  

*Mas a tendência infelizmente é aumentar o número de contaminados cada vez mais. Por isso a necessidade de se aprender a usar a máscara, viu Rick Ishmael. Cadê o exemplo?; 

  

*Achei que só o presidente tinha dificuldades com o adereço, mas percebo que não; 

  

*Menina, um fãNATYc veio me afrontar questionando o motivo de nunca mais ter falado de Sica Freire. Bom, até onde sei continua lutando como muitas mulheres desse Brasil; 

  

*Inclusive, fiquei feliz ao saber que o contrato de 15 dias com a rádio Globo foi estendido. Agora já é fixa e tudo. Isso mesmo, amiga. Foca e vai; 

  

*Espero só que a empresa da Bahia não encerre as atividades como aconteceu agora na de São Paulo

  

*Estava reparando como a Mariana Aragão rende bem no BATV, né? Longe de mim querer colocar fogo nessa gasolina, mas prestaria atenção nisso; 

  

*Até porque o Globo Esporte local é quase um sonífero diário; 

  

*Alô, Sadake. Tudo bem por aí, querido? Beijos da Naty; 

 

*Pela Aratu, Alexinho Lopes estava comemorando a marca de 1 milhão de seguidores. A dúvida é saber qual a porcentagem de gente que segue só para falar mal, sem contar a de contas falsas;

 

Saiba quem são as personalidades citadas aqui:

 

Sargento Basílio                   Daniela Basílio

Rainha Má(la)                         Daniela Mercury

Mulher Farofa                        Alinne Rosa

Gordinho de Holofote           Júnior Moreira Bordalo


 

* Mandem sugestões de curtas para o Sabe o que eu acho? Ou me procurem no Facebook: Natália Comte. Para os desesperados, tem a opção de falar comigo pelo e-mail nataliacomte@bahianoticias.com.br

Histórico de Conteúdo