Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias Hall

Coluna

Mayara Padrão comanda nova coluna do BN Hall sobre potencial da Baía de Todos-os-Santos

Por Rebeca Menezes

Mayara Padrão comanda nova coluna do BN Hall sobre potencial da Baía de Todos-os-Santos
Foto: Igor Barreto / Bahia Notícias

Um dos principais cartões postais do estado, a Baía de Todos-os-Santos é a maior baía navegável do mundo. Porém, ela ainda esconde muitas riquezas desconhecidas por turistas e até mesmo pelos próprios baianos. Por isso, a partir da próxima semana, o BN Hall dará destaque a esses potenciais inexplorados e desbravar as águas com uma nova coluna, comandada pela jornalista Mayara Padrão. O conteúdo especial vai ao ar semanalmente, sempre às sextas-feiras.

Mayara trabalhava como concursada no Banco do Brasil, mas se percebeu encantada pelo potencial da BTS, e notou que, apesar de haver iniciativas importantes no estado, elas aconteciam de forma dispersa. A partir desta visão, ela abriu mão do cargo no ano passado para investir em um hub de conteúdo, abarcando diariamente temas como conservação e economia do mar no portal guiabts.com.br.

 

Nadadora certificada pela SDI Divers e campeã baiana de surfski e de remo, ela já explorava a região, aprendendo sobre arqueologia subaquática e naufrágios, e decidiu unir “o útil ao agradável”: “O guia é uma extensão de um estilo de vida que eu já levava, de um conteúdo que eu já produzia pras minhas redes. E, como jornalista e comunicadora, eu sentia falta de um veículo que fosse exclusivamente voltado para a Baía de Todos-os-Santos”.

 

Agora, a ideia é criar um espaço que seja referência para quem quer explorar a região, e levar estes conteúdos cada vez mais longe com a parceria com o BN Hall. “A gente está fazendo um trabalho de listar fornecedores nas mais diversas categorias de serviços, como aluguel de Jet Ski, mergulho, visitas às ilhas, além de informações sobre as comunidades, para transformá-lo, de fato, em um guia”. Segundo Mayara, a proposta é auxiliar moradores e turistas que queiram explorar a Baía. Para ela, ampliar o movimento na região pode impulsionar a atração de investimentos, já que “muita gente mora aqui em Salvador e não conhece a Baía de Todos-os-Santos como deveria”.

“A gente tem um problema raiz na BTS que é estrutural. E um problema de falta de comunicação também. A gente não só não tem conectividade pela água [entre os municípios banhados pela baía) como também não tem conectividade de informação. As pessoas sempre questionam que não podem fomentar o desenvolvimento se não tiver estrutura. E do outro lado, as autoridades dizem que não podem investir em estrutura se não tiver como impulsionar depois esse atrativo”, lamentou, citando como exemplo marinas que foram construídas, mas que enfrentam problemas licitatórios.

 

Para ela, o exemplo de sucesso da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, mostra como o investimento poderia trazer grandes retornos também para a Bahia. “A gente precisa trabalhar a mentalidade para unir esforços e alavancar esse desenvolvimento. Os olhos estão virados pra Baía de Todos-os-Santos, por causa da ponte Salvador-Itaparica. Eu acho que é o momento de fomentar todas as áreas”, avaliou.