Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Pesquisa

Artigos

Rodrigo Santos
Dica para os namorados: troque um dia de declarações 'high-tech', por uma vida de atitudes 'high-touch'!
Foto: Divulgação

Dica para os namorados: troque um dia de declarações 'high-tech', por uma vida de atitudes 'high-touch'!

Vivemos uma sociedade, onde as datas, símbolos e signos, têm um lugar muito especial. E está tudo certo! O problema é quando nos preocupamos demais em POSTAR que encontramos a "metade da nossa laranja", quando muito, em um dia no ano. Daí, não percebemos que "metades se tornam muletas" e nós "pássaros de uma asa só", que colocam no outro a responsabilidade por seu voo e, nos flashes, o combustível para a jornada.

Multimídia

Membro do G10, Nelson Leal nega insatisfação com o governo e comenta: “Queremos contribuir sem embaraço”

Membro do G10, Nelson Leal nega insatisfação com o governo e comenta: “Queremos contribuir sem embaraço”
Membro do novo grupo de deputados da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o G10, o deputado estadual Nelson Leal (PP) define, em entrevista ao Projeto Prisma, nesta segunda-feira (10), que aglutinação dos legisladores não se trata de uma insatisfação com o governo, mas sim, uma predileção pessoal. 

Entrevistas

Zó afirma que seu nome segue no páreo em Juazeiro e dispara: “Eu quero que Roberto Carlos me apoie”

Zó afirma que seu nome segue no páreo em Juazeiro e dispara: “Eu quero que Roberto Carlos me apoie”
Foto: Max Haack / Bahia Notícias
Nascido Crisóstomo Antônio Lima, em Xique-Xique, o deputado estadual Zó (PCdoB) está no 3º mandato na  Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

Pesquisa: Brazilian Space

Brazilian Space: Há 15 anos, projeto de Salvador é referência em astronomia no Brasil
Foto: Divulgação/ CLA-IAE

Você sabia que é de Salvador o maior projeto que difunde informações para os entusiastas, estudantes e amantes da astronomia no Brasil de forma gratuita e totalmente online? Este é o perfil do Brazilian Space, criado por dois amigos que se interessavam pelo assunto e passaram a trabalhar para que a formação e o desenvolvimento do universo fossem de conhecimento até dos mais leigos. 

 

Fundado em 2009, por Duda Falcão, o Brazilian Space já possui mais de 6 milhões de acessos e quase 12 mil inscritos no canal no Youtube, e passou a ser reconhecido por sua linha editorial independente, altiva e, por vezes, incisiva na cobrança e defesa de um Programa Espacial Brasileiro eficiente, participativo e mobilizador, alinhado com a importância do Brasil na geo/astro política regional e mundial.

 

Com a missão de informar, inspirar, educar e mobilizar a sociedade brasileira em prol das atividades científicas, tecnológicas, governamentais e de mercado do setor espacial no Brasil, Rui Botelho, que hoje é editor chefe do Brazilian Space, afirmou em entrevista ao Bahia Notícias que, apesar de tudo isso, não se pode esquecer do mundo. “Hoje com a globalização, o Brasil não é uma potência espacial, muito pelo contrário, das grandes potências mundiais o Brasil é uma das maiores economias do mundo e se for comparar com outras potências, como a Índia, eles têm uma economia menor que a do Brasil, mas um programa espacial muito mais avançado. A gente não pode perder o foco no mundo. A gente divulga notícias do mundo todo, mas o nosso foco é promover, mobilizar a sociedade para que cobre o programa espacial e que participe disso”, disse. 

 

DESAFIO: DIFUNDIR A CULTURA ESPACIAL NO BRASIL

Duda Falcão sempre foi entusiasta das atividades espaciais e foi aos Estados Unidos para fazer um intercâmbio, quando se associou à American Space Society, que fazia publicações científicas no exterior e despertou o interesse, ainda na década de 70. Quando voltou ao Brasil, após algum tempo e tendo desenvolvido diversas atividades, Duda resolveu criar o blog, que virou uma febre entre o público que já se interessava sobre o tema, popularizando e trazendo para a linguagem comum, tornando o entendimento ainda mais fácil. 

 

Duda Falcão | Foto: Acervo pessoal

 

Em 2014, Rui Botelho, que hoje é editor chefe do Brazilian Space, resolveu fazer doutorado na UFBA e a pedido do orientador, precisou desenvolver um projeto de um sistema para controle de satélite para desvio de lixo espacial. Este projeto foi aprovado e na mesma época a Agência Espacial Brasileira abriu um edital para concurso, quando Rui participou e passou, sendo chamado em 2016 para atuar em Brasília, onde passou um ano e meio.

 

Rui Botelho | Foto: Divulgação

 

Algumas decepções fizeram com que o Rui desistisse de continuar na Agência, fazendo com que ele voltasse à Bahia e ouvisse falar de Duda Falcão e do blog. Foi quando ele pesquisou, gostou, porém não sabiam que moravam a 500 metros um do outro. Um amigo em comum apresentou os dois, eles conversaram e o projeto ganhou mais um reforço, primeiro para o site, depois para o projeto no Youtube. 

 

EXISTE AGÊNCIA ESPACIAL NO BRASIL?

Criada em fevereiro de 1994, a Agência Espacial Brasileira tem sede em Brasília e soma-se às outras 72 existentes no mundo. Segundo Rui, ele sempre foi muito questionado por pessoas que não conheciam ou até se interessavam pelo assunto, sobre a existência de uma agência no Brasil. “O pessoal perguntava: e isso tem no Brasil? Eu não estou falando de pessoas com menos formação escolar, pessoas de classe menor não, tô falando da nata da sociedade da Bahia, perguntando se existe agência espacial no Brasil, de não saber. Então é muito insignificante, é muito mal divulgado e fora de lá eu tive a liberdade de falar e tocar nas feridas do projeto espacial brasileiro e das mazelas que via e ouvia lá dentro, mas por conta de uma hierarquia não podia falar muitas coisas, então aqui de fora, hoje eu tenho liberdade para escrever sobre o que eu quiser, tocar nos pontos que são tabus lá dentro e estou muito satisfeito de estar aqui fora”, disse. 

 

PROGRAMA ESPACIAL BRASILEIRO

Ainda em 2018, Rui participou do Congresso Aeroespacial Brasileiro, representando o Brazilian Space e publicou um artigo, quando foi selecionado pela coordenação para ser o organizador da carta de Foz do Iguaçu, com 20 fortes tópicos para melhorar o programa espacial brasileiro, o que segundo ele, com a nomeação do então ministro Marcos Pontes, não aconteceu.

 

“A gente viu o governo como foi, o Marcos Pontes ali patinando, e o Duda quando chegou em 2021 aloprou, ele disse que achava que com o Pontes as coisas iriam melhorar e tomou a decisão de fechar o blog. Eu era auxiliar dele, não permiti, eram mais de 10 anos de artigos publicados, não podia perder tudo. Ele perdeu o encanto pelo Programa Espacial Brasileiro e me propôs continuar a parceria, desde que eu assumisse como editor, o Duda passou um ano e meio fora e pedi para que ele voltasse e desde então estamos trabalhando juntos, preparando uma série de ações para comemorar os 15 anos”, disse Rui Botelho. 

 

Foto: Divulgação / GovBR

 

TENTATIVAS DE SAIR DO ONLINE 

Completando 15 anos em 2024, o Brazilian Space já tentou por algumas vezes sair do digital e realizar trabalhos mais específicos, corpo a corpo, como palestras e demonstrações para alunos de escolas e cursos de forma presencial, mas este projeto acabou ficando estacionado por conta da resistência do público. 

 

“Propomos levar projetos, nunca cobramos, nada com custos para escola, somente pela questão da divulgação científica, isso também ajudaria a gente a oxigenar um novo público. É um trabalho hoje que a gente usa o máximo de tecnologias free. Acordamos 4h30 da manhã para começar a publicar informações, realizamos lives, mas ainda não é algo sustentável, não é a nossa atividade principal, fazemos tudo isso no nosso terceiro turno. Tem gente aí que está faturando muito, não estamos neste nível e não estamos preocupados com isso agora, mas é lógico que quanto mais recursos, para viagens, matérias presenciais, seria muito mais interessantes. Infelizmente aqui na Bahia não tem essa cultura, essa visão, não enxergam esse potencial. Eu fiquei até surpreso agora com a criação do Centro Tecnológico Espacial no Aeroporto aqui em Salvador, acho que pode ser um ponto de flexão, pois será também catalisador e vai facilitar o nosso trabalho de divulgação, pois algumas pessoas pensam que é uma coisa de outro mundo”, contou Rui. 

 

REFERÊNCIAS E IMPACTO NO BRASIL

Com mais de 18 mil publicações, 6 milhões de visualizações no blog e cerca de 12 mil inscritos no Youtube, o Brazilian Space atualmente é referência no Brasil quando se trata do assunto a nível nacional. “Se você pesquisar no Youtube hoje, existem diversos canais que falam do espaço, mas procure quais que falam da atividade espacial no Brasil? Só o Brazilian Space. É muito mais fácil você falar de Elon Musk, da Space X, é muito mais vendável e atrativo você falar de coisas lá de fora. Nós falamos também, não deixamos, mas esse não é o nosso foco principal. Estamos fazendo com que a sociedade brasileira entenda que o espaço é o futuro. Nós temos uma quantidade de visualizações no blog por mês que é fantástica. A gente nunca comprou nada para gerar engajamento, é tudo orgânico, conteúdo nosso, original. Estamos conseguindo levar esta mensagem, e na área espacial brasileira, as pessoas podem até não saber que existe uma agência espacial, mas com certeza se fizer uma enquete, vai saber que existe o Brazilian Space”, concluiu. 

Curtas do Poder

Ilustração de uma cobra verde vestindo um elegante terno azul, gravata escura e língua para fora
O povo da Embasa começou a conjugar um nome de filme agora, e ao que parece vai entrar água. Outro que está passando por maus bocados é Rolando Lero. Por enquanto, ele só está forte no interior. E pior: ainda não parou de arranjar briga por aí. O grupo do Cacique só tem que tomar cuidado pra não perder os joelhos até outubro. E às vezes, é só questão de prestar atenção aos detalhes pra tentar evitar dores no futuro. Saiba mais!
Marca Metropoles

Pérolas do Dia

Jerônimo Rodrigues

Jerônimo Rodrigues
Foto: Anderson Ramos / Bahia Notícias

“Da mesma forma as demais categorias, eu tô sentando com quem eu posso pagar. Meu gabinete [a equipe], já disse que eu não tenho condições de botar na tinta o que eu não tenho no cofre, então fazer [reajuste] para agradar, eu não vou. Qualquer órgão, o Ministério Público, o TJ [Tribunal de Justiça] ou até mesmo a Defensoria sabe que eu só vou responder algumas questões quando eu tiver dinheiro em caixa”. 

 

Disse o governador Jerônimo Rodrigues ao avaliar as reivindicações dos Defensores Públicos do Estado (DPE) em meio à greve da categoria.

Podcast

Projeto Prisma entrevista deputado estadual Nelson Leal nesta segunda-feira

Projeto Prisma entrevista deputado estadual Nelson Leal nesta segunda-feira
O deputado estadual Nelson Leal (PP) é o entrevistado do Projeto Prisma nesta segunda-feira (10). O podcast é transmitido ao vivo a partir das 16h no YouTube do Bahia Notícias.

Mais Lidas