Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 20 de Janeiro de 2022 - 09:40

Lídice adota 'lei do silêncio' sobre situação de Nilo no PSB: 'Só ele pode responder'

por Anderson Ramos / Gabriel Lopes

Lídice adota 'lei do silêncio' sobre situação de Nilo no PSB: 'Só ele pode responder'
Deputada Lídice da Mata | Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

A deputada federal e presidente do PSB baiano, Lídice da Mata, decidiu adotar a lei do silêncio ao ser questionada sobre a situação do seu correligionário Marcelo Nilo dentro da legenda. "Só quem pode responder isso é Marcelo. Uma questão de decisão pessoal dele, não posso me pronunciar sobre isso", afirmou a parlamentar ao Bahia Notícias.

 

A permanência de Nilo na base governista vem sendo especulada neste início de 2022. Isso porque o ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) vem deixando clara a sua insatisfação com o grupo liderado pelo governador Rui Costa (PT). Em recente conversa com o Bahia Notícias, Nilo afirmou que teve encontros constantes com Neto ao longo de 2021, mas negou que tenha recebido qualquer tipo de convite para concorrer ao Senado (veja aqui).

 

Segundo integrantes da cúpula petista no estado, a avaliação é de que o deputado se equivocou em ter admitido conversas com ACM Neto e não descartar a possibilidade de fazer parte da chapa majoritária ao lado do democrata (leia mais aqui).

 

Além disso, o movimento de Nilo está sendo encarado como uma tentativa de conseguir mais cargos dentro da gestão estadual. Uma fonte ouvida pelo BN disse que o ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) é um dos deputados federais com mais indicações no governo de Rui Costa e que não seria feito nenhum esforço para dar espaço para ele colocar mais gente sua na administração estadual. Seria consenso entre os caciques governistas que o motivo da insatisfação de Nilo seria justamente esse.

 

O comentário do senador e provável candidato do PT ao Palácio de Ondina, Jaques Wagner, também apimentou o assunto. Questionado pelo BN, Wagner disse que seria “um final ruim” para Nilo, caso ele concretize a sua ida para a oposição (reveja aqui). A reação de Nilo foi postar uma foto nas redes sociais com Jutahy Magalhães Jr. (PSDB), o que também não foi bem digerido pelo governo.

Histórico de Conteúdo