Dayane Pimentel pode estar de saída do PSL junto com Bolsonaro, diz coluna
Foto: Reprodução / Veja

Se resolver sair do PSL, Jair Bolsonaro (PSL) pode ter companhia da deputada federal baiana Dayane Pimentel (PSL) e de outros 33 parlamentares da legenda, na busca por um novo partido. O presidente da República entrou em rota de colisão com o presidente do PSL, Luciano Bivar, por pedidos de reformulação no partido e, de acordo com informações de bastidores, está cogitando mudar de casa. 

 

Como trunfo na briga por renovação no comando do PSL, Bolsonaro conta com um abaixo-assinado de 7 de setembro com 34 assinaturas de deputados que defendem a renovação completa da sigla. Na avaliação de Bolsonaro, segundo coluna da revista Veja, todos os deputados que assinam as três páginas do manifesto estarão no bonde da saída do PSL, caso Bivár não largue o osso. 

 

O presidente Jair Bolsonaro chegou a falar a um apoiador nesta terça que era para ele "esquecer" a sigla pela qual ele se elegeu e acrescentou que o presidente da legenda, o deputado Luciano Bivar, "está queimado para caramba" (saiba mais aqui). 

 

Com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, acusado de desvio de recursos públicos pelo uso de candidaturas femininas "laranjas" na última eleição, o deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE) defendeu mudanças na lei que definiu a cota de 30% das candidaturas de um partido para o gênero minoritário na composição. Bivar é presidente nacional do PSL, legenda do ministro (veja aqui). 

Histórico de Conteúdo