Terça, 08 de Outubro de 2019 - 08:20

Sílvio condena 'racismo institucional' dos partidos e critica proposta de Dayane

por João Brandão / Rodrigo Daniel Silva

Sílvio condena 'racismo institucional' dos partidos e critica proposta de Dayane
Foto: Joá Souza/ Ag. A TARDE

O vereador de Salvador, Sílvio Humberto (PSB), condenou, nesta terça-feira (8), o "racismo institucional" dos partidos que, segundo ele, impede o lançamento de candidaturas negras. Também criticou a proposta da deputada federal Dayane Pimentel (PSL) que acaba com as cotas raciais nas universidades ao dizer que tem "caráter racista" (relembre aqui). 

"Nesse desgoverno de destruição da educação temos efeitos preocupantes. Até uma deputada da Bahia quis tirar recorte racial, isso mostra o caráter racista", afirmou, em entrevista ao programa "Isso é Bahia", na rádio A Tarde 103,9 FM, com Fernando Duarte e Jefferson Beltrão. O socialista, no entanto, não citou nominalmente Dayane Pimentel.

O vereador do PSB disse também que o "racismo institucional" nas agremiações partidárias é uma barreira para os negros. "Só tem racismo institucional quando você começa a questionar a cultura das organizações. Quando você chega e pergunta 'cadê as pessoas negras?'. Tem uma regra invisível que impede essas pessoas chegaram [ao poder]", pontuou.

Sílvio Humberto afirmou que Bellintani é "bem-vindo" ao PSB, mas o vereador fez questão de ressaltar que também é pré-candidato a prefeito de Salvador. "Tenho colocado meu nome porque tem necessidade de assumirmos esse protagonismo. Não é contra ninguém. É preciso dar salto civilizatório, que passa por mudança de cor no poder", pontuou. (Atualizada às 10h32)

Histórico de Conteúdo