Por 'ressentimento', oposição na AL-BA pode escolher Targino como líder para 'fazer barulho'
Foto: Reprodução / ASCOM

A ressaca eleitoral ainda não passou para a oposição da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e deve deixar apenas para o próximo ano a discussão que escolherá o novo líder do bloco. Para não começar uma nova legislatura sem alguém à frente do grupo, porém, um nome dentro da bancada reapareceu no radar para substituir Luciano Ribeiro (DEM), atual líder que não foi reeleito deputado estadual (lembre aqui). 

 

Pelo perfil combativo e por um ressentimento com Rui Costa (PT) por parte dos deputados de oposição, Targino Machado (DEM) é cotado e estaria tentando assumir a cadeira. De acordo com colegas do médico ouvidos pelo Bahia Notícias, a informação, que já foi negada oficialmente pelo parlamentar (veja aqui), apareceu novamente nos corredores da Casa Legislativa nesta semana.  Machado é posto como uma boa opção para a oposição que está chateada com o tratamento que tem recebido do governo, principalmente por conta de emendas parlamentares não liberadas. 

 

O plano é que os ataques e discursos polêmicos do deputado façam barulho frente aos aliados da base de Rui Costa (PT). No último ano, Targino disse que na Casa "se chama vagabundo de excelência” ao reclamar de deputados faltosos na AL-BA (entenda aqui). Outro episódio espalhafatoso do democrata é lembrado por colegas: quando o parlamentar levou um saco de moedas para dizer que um outro deputado estava “vendido”.

 

O ressentimento da oposição com o governo, que justificaria a colocação de Targino no posto, vai além da não liberação de emendas para deputados da minoria. Outra reclamação é a da gestão financeira feita na Casa pelo atual presidente, o senador eleito Angelo Coronel (PSD). “Falta dinheiro para comprar material para gabinetes e para combustível, mas coisas não previstas no orçamento estão acontecendo”, reclamou um deputado da oposição. “Targino faria barulho”, completou. 

 

A liderança também seria de interesse do deputado por conta da exposição que ela acarreta. De olho nas eleições municipais de 2020, Targino poderia assumir o papel de líder para ganhar capital político. 

 

Além de Machado, outros três nomes já foram ventilados para a liderança da oposição da AL-BA: Leo Prates (DEM), Alan Sanches (DEM) e Sandro Régis (DEM). Em conversa com o Bahia Notícias, os três políticos negaram pretensão em assumir o posto. 

Histórico de Conteúdo