Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Dinho Júnior anuncia saída da TV Aratu e diz que tiroteio na Lapa foi gatilho para decisão
Foto: Reprodução / Instagram

Após cinco anos de TV Aratu, o apresentador Dinho Júnior surpreendeu seus seguidores e telespectadores com o anúncio de sua saída da emissora.

 

Em um longo texto de despedida, o comunicador de 28 anos relatou aos amigos e fãs a sua decisão, que ele afirma ter sido difícil de ser tomada, mas necessária pelo bem de sua saúde física e emocional.

 

"Pandemia. Tragédias. Pessoas admiradíssimas que se foram. Diversos baques no caminho e qual a mensagem por trás de tudo isso? Tem que ter coragem pra entender o recado de Deus e refazer a rota. Refiz! Confio muito Nele. E é ele quem guia a minha vida. Finalizar ciclos não é fácil", escreveu.

 

 

 

Ao Bahia Notícias, Dinho revelou que a saída já era pensada por ele há algum tempo, mas que não tinha conseguido concretizar o desejo. Segundo o apresentador, o gatilho para tomar a decisão veio no início do mês após ter ficado em meio a um tiroteio na Lapa (leia aqui).

 

"Não foi uma tarefa fácil, eu já estava pensando nisso, aliás até já tinha falado com eles há um ano já que eles já estavam tão animados e que estava precisando de coisas novas. E o que aconteceu naquela sexta-feira na Lapa foi meio que um gatilho. Não foi o motivo da minha saída, mas foi um gatilho de que eu realmente precisava rever minhas prioridades".

 

Na área da comunicação há 13 anos, Dinho, que começou como estagiário em uma rádio, conta que desde que entrou no mercado nunca teve uma rotina "folgada" e essa será a primeira vez que conseguirá distribuir melhor o seu tempo.

 

"Eu digo que apesar da minha pouca idade, né? Tenho 28 anos, eu trabalho há 13 na comunicação, e nesses 13 anos praticamente mais de dez deles eu sempre trabalho em dois lugares e há quase cinco anos estou me dividindo com a apresentação na rádio, coordenando a parte artística da rádio, fazendo conteúdo na internet e com a TV. No automático a gente não percebe, mas eu já estava meio que esgotado".

 

O comunicador, que caiu de paraquedas na TV para tirar férias e conquistou um espaço cativo na emissora, chegando a substituir Casemiro Neto na condução do 'Que Venha o Povo', garante que este não é um ponto final de sua história na TV.

 

"Eu sou um cara muito apaixonado por coisas novas, por desafios, sabe? São treze anos de carreira e eu gosto de fazer de tudo, já aprendi de tudo e eu vejo isso como talvez um até logo, não sei, sabe? Eu acredito que seja um até logo e talvez, se for a hora de voltar, eu vou estar emocionalmente, espiritualmente, fisicamente muito melhor e eu tenho certeza que vai ser legal. Mas agora eu estou na paz".

Histórico de Conteúdo