Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Léo Santana fala pela 1ª vez sobre o cancelamento do Baile: 'Frustração'
Foto: Reprodução / Eder Motta

Impedido de realizar o Baile da Santinha devido o novo decreto do governo da Bahia que proíbe festas com um público acima de 3 mil pessoas, Léo Santana falou pela primeira vez sobre o cancelamento de sua festa, evento cativo na agenda de verão do estado.

 

Durante a coletiva de imprensa realizada na última quinta (13), para o lançamento da música 'Toma', parceria dele com Ludmilla no GG Astral, o pagodeiro afirmou que o sentimento é de frustração por não conseguir tirar o projeto do papel pelo 2º ano consecutivo.

 

"É um um ponto delicado de frustração. O Baile da Santinha é basicamente um filho pra gente. Eu tenho um carinho absurdo por esse projeto, eu me preocupo, eu sou chato. E o ano inteiro a gente projeta pra dar uma entrega absurda, tanto que a gente mudou para o Parque de Exposições, para fazer algo grandiosíssimo, mesmo com o decreto sendo meio que fora da curva do que a gente costuma fazer no tempo normal, mas a gente foi lá acreditou, e agora veio o novo decreto", disse.  

 

O artista contou que a decisão de não utilizar o nome do Baile no plano B dele com a Salvador Produções, o 'Ensaios de Verão', que acontece nesta sexta (14) no WET, foi a possibilidade de descaracterizar o Baile, conhecido por sua magnitude.

 

"É um projeto muito grande, há investimento, há milhares de pessoas trabalhando ali diretamente e indiretamente, então não tem como a gente fazer uma parada simplesmente pra dizer "ah fizemos" e saímos prejudicados sabe?".

 

Léo, que cobra de forma assídua um posicionamento das autoridades para assuntos referente ao setor de entretenimento, garantiu que será seguido a risca o decreto e as recomendações, entre elas a cobrança do comprovante de vacinação.

 

"Voltamos para o WET, onde era o Baile, um lugar mais compacto, onde a gente pode seguir o decreto de forma rigorosa, como já estava seguindo desde o Baile lá do dia 7 com comprovante de vacinação, seguindo os protocolos de fato, como já estavam sendo seguidos. Não é nada comparado ao Baile da Santinha, mas vai ser lindo".

Histórico de Conteúdo