Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

VÍDEO: Repórter da TV Aratu é intimidada durante cobertura de incêndio em edifício
Foto: Reprodução / TV Aratu

A repórter Driele Veiga, da TV Aratu, foi intimidada por um morador do Edifício Mansão Bois de Boulogne, prédio atingido por um incêndio em um de seus apartamentos na manhã desta quinta-feira (13), para deixar o local, mesmo após sua equipe também ter sido convidada por outro morador do condomínio, localizado no bairro da Barra, em Salvador.

 

De acordo com a jornalista, o morador queria beneficiar uma equipe de outra emissora, a RecordTV Itapoan, que tinha sido convidada por ele para o condomínio, em meio à cobertura do incêndio (saiba mais aqui).

 

“Um advogado do prédio que pegou fogo na Barra tentou me intimidar. Ele mais que ninguém deveria saber que direitos são iguais. Lá no local do fato estava acompanhado de uma apresentadora da emissora que quis beneficiar. Por sinal, profissional exemplar e muito gente boa. Jornalista como eu, acredito que a mesma não compactuaria com essa proteção”, afirmou Driele, em publicação nas redes sociais.

 

Ao ver a equipe da Aratu, o morador acionou o síndico do prédio e solicitou a retirada dos profissionais. Driele, então, afirmou que só sairia se a outra reportagem também deixasse o edifício.

 

“O pior que o tal advogado alegou que a concorrente estava lá por que era convidada dele. Chamou o síndico para tirar a minha equipe do local. Prontamente, providenciei quem me convidasse também. Mesmo assim, ele não gostou de saber que o coleguinha dele do apartamento 402 me concedeu o mesmo benefício”, disse Driele.

 

Ao ser convidada pelo outro morador, identificado como Bernardo, a repórter então se negou a deixar o prédio e continuou no link ao vivo, até que foi informada de que a equipe da RecordTV Itapoan também foi retirada do condomínio.

 

“No final, todos eram convidados e todos saíram juntos. Um atrás do outro para não se perder. Me deixem trabalhar em paz, viu? Já disse que meu nome é Driele Veiga e não bagunça”, finalizou a repórter.

 

Confira a confusão no vídeo a seguir:

 

Histórico de Conteúdo