Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Wesley Safadão e esposa são indiciados por vacinação irregular
Foto: Reprodução / Instagram

Wesley Safadão e a esposa, Thyane Dantas, foram indiciados pela Polícia Civil do Ceará por irregularidades na vacinação contra o coronavírus.

 

De acordo com o site g1, o casal e outras seis pessoas deverão responder na Justiça estadual pelos crimes de peculato e infração da medida sanitária, após furarem a fila para receber a dose do imunizante com prioridade no mês de julho. Somada, as penas podem chegar a 13 anos de prisão.

 

O inquérito foi encaminhado ao Tribunal de Justiça (TJCE). Segundo a publicação, a produtora do cantor, Sabrina Tavares, foi indiciada apenas pelo crime de infração de medida sanitária.

 

As investigações apontaram que três servidores públicos da Secretaria da Saúde do Município (SMS) de Fortaleza colaboraram com a vacinação do trio, e outras duas pessoas que não atuavam no governo municipal também participaram da ação.

 

Ainda segundo a polícia, os servidores públicos teriam agido de forma voluntária, sem autorização por parte da SMS de Fortaleza.

 

Thyane mentiu a idade para receber a dose antes do tempo determinado. A influenciadora tinha 30 anos e na época o calendário vacinava pessoas acima de 32. 

 

Já Safadão e a produtora foram acusados de mudarem de posto para escolher a vacina. A dupla estava agendada para um local e tomou o imunizante no posto que dava a dose única da Janssen.

Histórico de Conteúdo