Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 03 de Setembro de 2021 - 00:00

'Não vou mentir e dizer que mentalmente eu estava bem', diz Léo Santana sobre pandemia

por Bianca Andrade

'Não vou mentir e dizer que mentalmente eu estava bem', diz Léo Santana sobre pandemia
Foto: Reprodução / Instagram

Setembro é um mês importante para Léo Santana, mas não tem nenhuma ligação com aniversário. O mês marca o retorno do artista aos palcos após um longo período distante do público devido à pandemia do coronavírus.

 

"Tô bem ansioso, bem feliz! É a única coisa que eu sei fazer na vida, cantar, divertir a galera com a minha música", afirmou o artista ao Bahia Notícias.

 

No dia 5 de setembro, o pagodeiro se apresenta no 'Salvador Weekend' no Gran Hotel Stella Maris e terá o tão sonhado reencontro com os fãs (veja mais aqui). "Quem me segue viu que eu lamentei, quase dois anos afastado dos palcos, de fazer o que eu mais amo, que é cantar, levar alegria para o público, mas nesse final de semana, no domingo, dia 5, eu vou estar de volta".

 

Mas a animação de Léo vai até a segunda página. Desmotivado com o cenário atual que não permite o retorno dos eventos na cidade em sua totalidade, o artista pondera: "De volta 'pontualmente', só Deus sabe quando eu irei fazer outro show".

 

Em entrevista ao site, o artista falou sobre o impacto da pandemia em sua carreira e como ele trabalhou para não sucumbir ao "bug na cabeça" durante o período recluso dos palcos.

 

"Não vou mentir para vocês e dizer que mentalmente eu estava bem. Estava vindo de uma recuperação no tornozelo, pelo qual já estava sofrendo há muito tempo, bem antes da pandemia. Fiz o ano de 2019 inteiro com o pé quebrado, já me frustrou muito após a cirurgia ficar um tempo parado. Mas por outro lado, Deus sabe o que faz, fez com que eu me recuperasse, tivesse tempo para cuidar um pouco de mim. Mas quando veio a pandemia, a cabeça bugou", disse.

 

O tópico liga um alerta em quem acompanha o artista. O mês de setembro, que marca o retorno de Léo os palcos, também é importante no calendário sazonal. 

 

Desde 2015, o mês é lembrado pela campanha brasileira de prevenção ao suicídio e o cuidado com a saúde mental. E o quê os dois tópicos têm em comum? Um alerta levantado pelo próprio cantor durante o bate-papo com o Bahia Notícias.

 

"A pergunta é a seguinte: quem não ficou com a cabeça um pouco confusa nesse período de pandemia?", questionou Léo.

 

O desabafo veio seguido de um relato do próprio artista sobre a volta por cima. Léo, que já falou abertamente sobre fazer terapia, agradeceu a Deus e contou que com o tempo conseguiu retomar a produção de seus novos trabalhos.

 

"Graças a Deus eu consegui me reerguer mentalmente e poder voltar a trabalhar, ir para estúdio, produzir e compor, me sentir ativo. Por mais que a gente não tenha perspectiva de volta, eu tenho que continuar dando conteúdo aos meus fãs e as pessoas que admiram o meu trabalho. E é isso, agora eu não paro mais, estou bem melhor mentalmente, porque o que mais a gente está prezando nesse período é a saúde mental, e você estando bem acaba fluindo muito".

 

Com a cabeça e os trabalhos em dia, Léo garante para o público que vem algo do tamanho GG para os fãs ainda em 2021. "Próxima temporada vem algo grandioso do Gigante. Eu não posso dar spoiler, mais é ainda neste ano de 2021".

Histórico de Conteúdo