Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Felipe Neto é intimado para depor por chamar Bolsonaro de Genocida
Foto: Reprodução/ Instagram

Na tarde desta segunda-feira, Felipe Neto recebeu uma intimação para depor na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática. De acordo com post no Twitter, o Youtuber vai responder por crime contra a segurança nacional por chamar Jair Bolsonaro de genocida.

 

"Um carro da polícia acaba de vir na minha casa. Trouxeram intimação para que eu compareça e responda por crime contra segurança nacional porque chamei Jair Bolsonaro de genocida.i Jair Bolsonaro de genocida.Carlos Bolsonaro foi no mesmo delegado que me indiciou por ccorrupção de menores. Sim, é isso mesmo", disse Felipe, lembrando que, na semana passada, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos - RJ), abriu uma queixa-crime contra a atriz Bruna Marquezine e  Felipe  por supostos crimes de difamação contra o presidente.

 

"A clara tentativa de silenciamento se dá pela intimidação. Eles querem que eu tenha medo, que eu tema o poder dos governantes. Já disse e repito: um governo deve temer seu povo, NUNCA o contrário. Carlos Bolsonaro, você não me assusta com seu autoritarismo. Não vai me calar, afirmou Felipe.

 

"Minha atribuição do termo 'genocida' ao Presidente se dá pela sua nítida ausência de política de saúde pública no meio da pandemia, o que contribuiu diretamente para milhares de mortes de brasileiros. Uma crítica política não pode ser silenciada jamais!", disse o youtuber.

 

"STJ já arquivou processo de crime contra a segurança nacional por críticas ao Presidente, qnd tentaram silenciar à força Marcelo Feller, justamente por chamar Bolsonaro de genocida. NGM será silenciado à força nesse país por criticar seu pai, Carluxo", garantiu Felipe.
 

Histórico de Conteúdo