Atual de Safadão perde ação contra livraria onde foi ofendida e chamada de Mileide
Foto: Reprodução / Instagram

Atual mulher do cantor Wesley Safadão, Thyane Dantas saiu derrotada em um processo movido contra uma livraria. De acordo com o jornalista Alessandro Lobianco, tudo começou em abril de 2019, quando ela compareceu ao lançamento de um livro, foi ofendida no estabelecimento e vaiada. 

 

Como se não bastasse, além de ter sido xingada de "putyane", Dantas também foi chamada pelo nome da ex do artista, Mileide Mihaile, que também compareceu ao evento e foi recebida com aplausos. 

 

Disposta a brigar na Justiça para tentar identificar os autores e verificar o suposto envolvimento da arqui-inimiga no caso, Thyane solicitou imagens do local, mas acabou não conseguindo obter os registros. 

 

A livraria, inicialmente, informou a ela que só forneceria as possíveis provas mediante “ordem judicial”. Posteriormente, após solicitação da Justiça, a loja alegou que não poderia cumprir com o pedido, já que as filmagens eram automaticamente apagadas num prazo de oito dias. 

 

Contestando o posicionamento da loja, já que teria ido na data do evento procurar pelas imagens, a esposa de Safadão processou o estabelecimento por danos morais no valor de R$ 30 mil. Para ela, a livraria agiu com negligência por não ter preservado os registros. 

 

Sem elementos que ajudassem com o processo movido por Thyane, a ação acabou sendo arquivada. O juiz do caso levou em conta que a loja não poderia ser condenada sem possibilidade de defesa. 

 

Com o encerramento do caso, foi determinado que Dantas arcasse com os custos processuais. A esposa de Wesley chegou a recorrer, mas foi mais uma vez derrotada, desta vez, em segunda instância. 

Histórico de Conteúdo