Artistas repudiam falas racistas de Rodrigo Branco; amiga, Preta Gil não o defende 
Amiga, Preta diz que empresário deve ser responsabilizado | Foto: Divulgação

Diversos artistas e celebridades usaram as redes sociais para expressar indignação após as declarações racistas do ex-diretor de TV e empresário Rodrigo Branco a respeito da jornalista Maju Coutinho e de Thelma, do BBB 20 (clique aqui e saiba mais).

 

“Sujeito, escute!... Horrível é falar pelos cotovelos e se achar melhor que outra pessoa, seja qual for sua cor ou gênero. Pra mim você faz tão mal a humanidade quanto esse vírus que estamos enfrentando. Guarde suas desculpas de internet pra si mesmo. Vai precisar delas quando se olhar no espelho. O mal que causou não tem volta”, escreveu Elza Soares. “Não podemos mais tolerar esse discurso e acharmos que ‘fica tudo acertado’ com um pedido de desculpas. Ahh... Pra você que alimenta amizade com um sujeito desses, que utiliza os serviços do guia turístico que se autointitula ‘Prefeito de Orlando’, saiba... diga-me com quem andas e te direi quem és!”, acrescentou a cantora.

 

A ex-BBB Gleice Damasceno também comentou o episódio. “‘Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista!’. A frase Angela Davis é fundamental para entender quem são os aliados no debate racial. O antropólogo Kabenguele Munanga classificou o racismo como ‘o crime perfeito’. Quem discrimina sai ileso e os negros continuam precisando se pronunciar a cada novo episódio. Estamos todos com medo do coronavírus, mas o racismo cotidiano não entra em quarentena”, escreveu, lembrando que após episódios de racismo é comum as pessoas negras serem cobradas a responder pelo preconceito que sofrem, mas que é preciso romper a omissão de outros setores da sociedade. ?”Enquanto isso, o silêncio dos supostos aliados também nos assassina. Ser antirracista é chamar a responsabilidade pra si e convocar seus pares para enfrentarem juntos o projeto de extermínio que se alastra há mais de 500 anos”, acrescentou Gleice.?

 

A atriz e apresentadora Fernanda Paes Leme também manifestou sua indignação: “Racismo é Crime! Ao racista a LEI!”. Em suas redes, Otaviano Costa criticou as declarações do empresário e a omissão dos que se calaram diante do ocorrido. “RACISMO É CRIME! Quem se cala pela cor, consente pela pele!”, escreveu o apresentador. "O seu silêncio é racismo", destacou.

 

Amiga de Rodrigo Branco, Preta Gil comentou o incidente e afirmou que não poderia e nem queria defender o empresário, mas destacou que não considera correto cobrar de alguém pelos erros de terceiros. “Quando você tem um amigo há 20 anos e de uma hora pra outra numa live ele demonstra um pensamento que você nunca tinha escutado ele dizer e que fere totalmente a mim e aos meus, o que fazer? Primeiro de tudo veio o susto e depois a descrença, 'não estou acreditando no que tô vendo’, comecei a chorar de tristeza”, contou a cantora, em comunicado no Instagram. “Peguei meu telefone e chamei esse amigo no WhatsApp e falei exatamente como estava me sentindo e disse 'não poderei e não quero te defender', por isso estou aqui escrevendo. Eu não tolero nem de amigo nem de ninguém essa violência. Racismo é crime e ignorância histórica intelectual, hoje em dia, vindo de um homem branco e rico, é inaceitável”, acrescentou, ponderando que “ninguém deve ser cobrado por um ato de outra pessoa”. Preta Gil disse ainda que o que Rodrigo fez é “muito grave” e desejou que ele assuma e “pague as consequências dos seus atos”. 

Histórico de Conteúdo