Segunda, 30 de Setembro de 2019 - 19:00

Senra defende Maju após 'deslize' em estreia: 'Que apontemos menos o dedo'

por Júnior Moreira Bordalo / Ian Meneses

Senra defende Maju após 'deslize' em estreia: 'Que apontemos menos o dedo'
Foto: Montagem / Reprodução / Instagram

A apresentadora do “Bahia Meio Dia”, Jéssica Senra, saiu em defesa da colega de profissão Maria Júlia Coutinho após estreia da jornalista sob o comando do “Jornal Hoje”, nesta segunda-feira (30). Visivelmente nervosa, apesar de já ter atuado na bancada nos rodízios aos sábados, Maju cometeu alguns erros de português e se confundiu em alguns momentos em que lia o teleprompter. 

 

Em seu perfil, no Twitter, Senra prestou apoio a Maju e fez críticas a uma publicação referente ao deslize cometido pela nova âncora do “JH”. “Todo mundo que faz jornal ao vivo e improvisa, eventualmente escorrega no Português. Devemos nos policiar? Claro! É nossa ferramenta de trabalho. Mas destacar isso na manchete da estreia é escolher focar no erro e não nas conquistas. Que apontemos menos o dedo e nos acolhamos mais!”, escreveu. 

 

A matéria na qual Senra baseava suas críticas foi publicada pelo portal Na Telinha. O texto informava que Maju teria se confundido ao pronunciar a palavra “beneficente” ao chamar a primeira matéria do jornalístico referente a um crime cometido com uma menina de 9 anos. 

 

Vale destacar que a baiana deu as boas-vindas a Coutinho durante a edição do “BMD” desta segunda-feira. Em seu perfil no Instagram, Senra repercutiu o crossover feito entre as duas. “Maju é uma jornalista talentosíssima! Tem crescido muito nos últimos anos e acompanhar esta ascensão é motivo de orgulho e alegria”, disse em um trecho da postagem.  

O “Jornal Hoje” desta segunda-feira (30), além de apresentar a nova comandante, que agora passa a apresentar o noticiário em pé (relembre aqui), fez modificações no cenário e mudou a sua vinheta. As novidades fizeram parte de um pacote de modificações na programação da Globo que incluiu a estreia do programa “Se Joga” e a nova novela das 18 horas “Éramos Seis”.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Quando comecei no BMD, no ano passado, @sandra.annenberg.real me deu as boas vindas à Rede Globo. Hoje foi a minha vez de desejar, em nome dos baianos, uma boa estreia a @majucoutinhoreal. Maju é uma jornalista talentosíssima! Tem crescido muito nos últimos anos e acompanhar esta ascensão é motivo de orgulho e alegria. Ela representa muitas mulheres ao ocupar um posto tão importante - e sozinha! - como o de apresentadora do Jornal Hoje. Ela representa as pessoas que sonham alto, mesmo que muitas vezes a vida tente dizer que certos sonhos são impossíveis. E, mais importante que tudo isso, ela representa as negras e negros deste país, que ainda não ocupam espaços de poder proporcionalmente ao seu número na sociedade. É óbvio que Maju brilha e merece este lugar independentemente da cor da sua pele. Aliás, esse é o caso de qualquer ser humano: cor da pele não determina caráter ou competência. Mas, numa sociedade racista como a nossa, a cor da pele muitíssimas vezes freia a possibilidade de se demonstrar o caráter ou a competência. Então, quando vemos uma Maju num lugar de destaque, sabemos que a luta foi árdua. Mais do que deveria ter sido. Comemoramos por ela ter chegado aí apesar disso. Mas desejamos que chegue logo o dia em que este detalhe não faça a mínima diferença. Que ela não seja uma exceção à regra. Que ser mulher ou ser negra não sejam vistos como características que nos diminuem aos olhos dos outros. Enquanto isso, seguimos dando este destaque para que todxs possamos refletir. E aplaudindo para que outros e outras negras ocupem seus espaços de direito. E que meninos e meninas possam sonhar com esses espaços sabendo que é possível. Nós, que somos brancas e brancos, temos a obrigação de participar dessas lutas. “Não basta não ser racista. É preciso ser anti-racista” (Angela Davis) #VaiMaju #JornalHoje #JH #RedeGlobo #TVBahia

Uma publicação compartilhada por Jessica Senra (@jessicasenra) em

Histórico de Conteúdo