Terça, 17 de Setembro de 2019 - 11:00

Acusada de quebrar código de ética da Globo, Senra se defende: 'Amo distribuir mimos'

por Júnior Moreira Bordalo

Acusada de quebrar código de ética da Globo, Senra se defende: 'Amo distribuir mimos'
Foto: Reprodução / Instagram

No último final de semana, a jornalista Jéssica Senra voltou a ser assunto nacional ainda por conta de sua participação no "Jornal Nacional". Porém, desta vez, a pauta não foi sua desenvoltura na bancada do principal telejornal do País. O site Notícias da TV fez uma matéria acusando a comunicadora de aproveitar a visibilidade na Globo e o contato com Renata Vasconcellos e William Bonner para divulgar sua "marca de joias", o que configuraria quebra do Código de Ética e Conduta da emissora. Isso porque a jornalista produziu um presente para os colegas e exibiu nas redes sociais (reveja aqui).

 

 "É vedado a qualquer integrante usar a visibilidade ou o prestígio do Grupo Globo, assim como seu cargo ou função para influenciar alguém ou obter vantagem pessoal, seja patrimonial ou de outra natureza", diz um trecho do código da Platinada repostada pelo site.

 

Através de suas redes sociais, Jéssica se defendeu e negou as informações da comercialização dos produtos. "Eu não tenho nem nunca tive marca de joias. Não vendo nem nunca vendi as peças que faço. Tenho a joalheria apenas como um hobby. Já atendi pedidos de gente próxima, mas nunca cobrei por isso. Sempre dei de presente. Que convive comigo, quem trabalha ou já trabalhou sabe que amo distribuir mimos", escreveu.

Procurada, a Globo emitiu o seguinte comunicado: "Jessica Senra explicou que faz joias por hobby e não comercializa os produtos, que faz apenas para ela e para amigos. Que [ela] não tem postos de venda, empresa registrada para isso ou e-commerce. E que inclusive esclarece que não vende os produtos quando alguém pergunta sobre as joias no perfil do Instagram".

Histórico de Conteúdo