Irmã de Paulo Henrique Amorim diz que 'ele não aguentou o baque' após afastamento
Foto: Reprodução / Marcela Ribeiro / UOL

A irmã do jornalista Paulo Henrique Amorim, Marília, viajou da França para o Brasil para se despedir do profissional morto aos 77 anos, vítima de um infarto (relembre aqui). De acordo com o UOL, durante o velório que acontece nesta quinta-feira (11), na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio de Janeiro (relembre aqui), ela relembrou os antigos afastamentos do irmão na televisão e chamou atenção para o último ocorrido no último mês de junho. 

 

"Me lembro que na Band ele tinha acabado de receber dois prêmios por dois programas [que apresentava]: um era o jornal das 20h e outro era um programa de entrevistas chamado ‘Fogo Cruzado’. Poucos dias depois do prêmio, ele perdeu o programa por pressão do [ex-presidente] Fernando Henrique. Ele já conhecia isso, mas claro que sempre é um baque forte. Parece que dessa vez foi demais e ele não aguentou", declarou Marília. 

 

Longe do irmão nos últimos dias de vida de Paulo Henrique, a irmã chegou a receber dele uma mensagem que a tranquilizava quando foi afastado por tempo indeterminado do “Domingo Espetacular”, da Record (relembre aqui). “'Não se preocupe, você sabe que eu tive isso várias vezes e que eu aguento o tranco'", teria dito o jornalista.

 

Velando corpo do irmão, Marília destacou as qualidades de Paulo Henrique Amorim tanto na vida, quanto na carreira: "A gente se adorava. Ele era meu irmão mais velho. Éramos três, minha irmã também já faleceu. Ele era meu herói, uma pessoa muito corajosa, extremamente generoso. Corajoso no embate dele de não abrir mão das ideias dele, do que ele achava que tinha que ser dito, revelado, mostrado. Uma pessoa muito corajosa, muito íntegro nas convicções do trabalho dele. Adorava trabalhar". 

Histórico de Conteúdo