Globo é obrigada pela Justiça a recontratar jornalista Izabella Camargo
Foto: Reprodução/Instagram

A Rede Globo de Televisão terá que recontratar a jornalista Izabella Camargo após uma determinação estabelecida pela Justiça pelo juiz José Aguiar Linhares Lima Neto, da 24° Vara do Trabalho. De acordo com a revista Veja, um oficial provocou surpresa entre os funcionários do canal ao chegar na emissora, em São Paulo, na tarde da última quinta-feira (4) com um documento informando a decisão. 

 

Izabella, que foi demitida em dezembro de 2018 após uma licença médica, foi diagnosticada com síndrome de Burnout, uma condição gerada por excesso de trabalho. Nos últimos seis anos, enquanto contratada da Globo, a jornalista era responsável por fazer a previsão do tempo do “Hora 1” e “Bom Dia Brasil” e por isso passou a trabalhar no turno da madrugada. 

 

Apesar da própria profissional afirmar que a sua dispensa aconteceu pelo fato de ter sido diagnosticada com a síndrome, a Globo negou que este teria sido o motivo da decisão de demiti-la. Vale destacar que a jornalista, no período em que ficou fora da televisão, chegou a trabalhar na comunicação do Ministério de Ciência e Tecnologia, do atual governo e pediu demissão no mês de abril.

 

Em conversa com a Veja, nesta sexta-feira (5), Camargo contou que ainda não foi procurada pela emissora e defendeu o cumprimento da decisão. 

 

“O caso está sob segredo de Justiça. [...] O que posso dizer é que a decisão pode beneficiar todos que sofrem suas dores invisíveis e foram prejudicados por desenvolverem problemas físicos ou mentais nos ambientes profissionais. Como jornalista fico feliz. Como poderia ser diferente? Não buscar a verdade? Não buscar a lei? Fazemos isso com todas as pautas que nos dão para pesquisar e trabalhar! Estou exercendo a profissão que escolhemos! Entendo que nossa missão é essa: falar a verdade. Não fiz nada de errado. Fiz o melhor que pude sempre”, declarou Izabella.

Histórico de Conteúdo