Eduardo Costa chama Fernanda Lima de ‘imbecil’ por discurso feminista em programa
Foto: Montagem

Um discurso realizado pela apresentadora Fernanda Lima no programa “Amor e Sexo”, da última terça-feira (6), fez o cantor Eduardo Costa chamar a global de “imbecil” e declarar que a “sua mamata vai acabar”, por meio de stories feitos pelo sertanejo no Instagram. Segundo a Caras, na atração, Lima fez uma declaração em defesa das mulheres e clamou pelos direitos de liberdade do público feminino. 

 

“Chamam de louca a mulher a mulher que desafia as regras e não se conforma. Chamam de louca a mulher cheia de erotismo, de vida e de tesão. Chamam de louca  a mulher que resiste e não desiste. Chama de louca a mulher que diz sim e que diz não. Não importa o que façamos, nos chamam de louca”, disse a esposa de Rodrigo Hilbert.  

 

E continuou: “Se levarmos a fama, vamos sim deitar na cama. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema de opressão. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino. Vamos jogar na fogueira as camisas de forças da submissão, da tirania e da repressão. Vamos libertar todas nós e todos vocês. Nossa luta só está começando. Preparem-se porque essa revolução não tem volta. Bora sabotar tudo isso?”.  

 

A fala apresentada por Fernanda fez Eduardo Costa, bolsonarista assumido, levar o assunto para o lado político fazendo diversas críticas a Fernanda e insinuando que a loira faz apologia às drogas e aos crimes com a sua atração: “Mais de 60 milhões de brasileiros e brasileiras votaram no Bolsonaro e agora essa imbecil com esse discurso de esquerdista! Ela pode ter certeza de uma coisa, a mamata vai acabar, a corda sempre arrebenta pro lado mais fraco e o lado mais fraco hoje é o que ela está. Será que essa senhora só faz programa pra maconheiro, pra bandido, pra esquerdista derrotado e para esses projetos de artista assim como ela?”, questionou o cantor.

 

Mesmo Lima não ter exposto o nome de Jair Bolsonaro (PSL) em seus programas, Costa continuou a apontar defeitos na Global, defendeu o presidente eleito e afirmou que as pessoas vão contribuir para a sua derrocada na televisão: “Bolsonaro não está sozinho, o povo está com ele, e a senhora pode ter certeza, o Brasil vai sabotar é a senhora se Deus quiser. Sérgio Moro vai começar a ajudar a sabotar, pode esperar. E tenho dito”, disse o sertanejo. 

 

Lima, por sua vez, utilizou o seu perfil no Twitter na manhã desta quarta-feira (8) para falar do apoio que tem recebido e também esclareceu que a atração já estava gravada desde o início do segundo semestre deste ano. "Gostaria de agradecer o carinho das pessoas que têm se manifestado positivamente em relação ao programa que foi ao ar na última terça-feira, sobre a mulher. Estou recebendo muito amor e com isso renovando minhas energias para seguir a caminhada [...] O programa mulher, que foi ao ar esta semana, foi gravado em julho, e assim como os outros tem sido preparado com esmero e carinho há meses", disse a apresentadora. 

Histórico de Conteúdo