Juíza nega pedido de dano moral por show do Aviões cancelado no Carnaval de Salvador 2017
Foto: Divulgação

No Carnaval de Salvador 2017, um show da Banda Aviões do Forró, ainda com Solange Almeida no comando, que aconteceria no Camarote Harém foi cancelado após a aeronave do grupo apresentar problemas técnicos em uma das turbinas (relembre aqui). Desde então, corria na justiça um pedido de indenização por danos morais. A sentença foi divulgada nesta sexta-feira (21) e para a juíza substituta do 1º Juizado Especial Cível de Brasília a ação foi resultado de um "mero desgosto e contrariedade da vida cotidiana". O argumento foi utilizado para negar pedidos de indenização de dois consumidores contra a produtora do espetáculo, que alegaram prejuízos de mais de R$ 4 mil com o pagamento dos ingressos, passagens aéreas e hospedagem. Por isso, pediam ressarcimento dos gastos e indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil. A produtora, em sua defesa, confirmou que o show não aconteceu e que avisou aos clientes que estavam no local no dia do evento teriam acesso a um show do grupo em qualquer parte do Brasil até maio de 2018. Na decisão, a juíza diz que os autores da ação não conseguiram comprovar o prejuízo porque não anexaram ao processo o comprovante de pagamento dos ingressos e de diárias em hotel. Quanto às passagens aéreas, as provas, segundo a decisão, indicam que os autores se deslocaram para Salvador no dia 22/2 e retornaram para Brasília no dia 2/3. “Diante disto, não se mostra razoável a alegação dos autores no sentido de que foram para Salvador com o propósito específico de assistir ao show da banda Aviões do Forró. Ao contrário, mostra-se crível aceitar que o show foi apenas um dos entretenimentos da viagem”, disse.  

Histórico de Conteúdo