Coluna BBBN: Tiago Leifert e sua contradição de querer e não querer treta no programa
Foto: Reprodução / TV Globo

De fato, percebi nesta segunda-feira (18) que o apresentador do ‘BBB’, Tiago Leifert, não sabe o que quer ver no programa. A questão é simples: o público reclama nas redes sociais da 19ª edição ser calma demais. Tiago faz o jogo da discórdia na difícil tentativa de causar alguma confusão entre os participantes. No final, ele passa a mão na cabeça de todo mundo e diz aos confinados que é preciso ficar atento no que eles estão falando. 

 

Veja bem, o programa em sua versão brasileira está beirando quase 20 anos de história, se fulano está lá dentro e não sabe se comportar enquanto é vigiado por milhões, deixa ele se destruir, deixa ele falar o que acha e sofrer as consequências… 

 

As brigas surgem justamente nos diálogos. Como já disse na coluna anterior, se todos ficarem milimetricamente atentos ao que falam, dificilmente vai acontecer alguma confusão. 

 

Quem não se lembra da briga entre Fabiana e Ronaldo do BBB12? Aquilo aconteceu porque Bial deixou eles serem quem eles são de verdade. Dar pistas do jogo aqui fora é facilitar demais para quem tem uma ótima chance de ser milionário. 

 

 

Por falar em dar pistas, acredito que o apresentador tem falado demais e no ao vivo desta segunda foi mais um exemplo. Se ele não quer se comprometer pelo jogo apresentado por Gabriela, não deveria fazer o mesmo ao elogiar o jogo de Hariany. 

 

 

Imparcialidade é um item fundamental para que as pessoas de lá de dentro se sintam presas e sem a noção do que o público acha cá fora. Não seria um dos fundamentos do reality?

 

 

Gabriela está de parabéns! Se nesse programa existissem somente pessoas como o Maycon eu não teria assistindo nem duas semanas do reality. É um rapaz que merecia toda a desatenção. Não demonstra a idade que tem, parece ter menos. É do tipo que se ferra por conta própria, participante que se autodestrói. As piadas de Maycon são tão ruins que não dá nem vontade de criar treta em cima, só lamentar pela baixa qualidade. 

 

 

É por isso que, independente do que mostram as votações abertas, eu quero a saída de Maycon. Não vale a pena deixar um perfil como um dele sob os holofotes da audiência. Gente como o seu tipo precisa passar por situações da vida que sirvam como aprendizado. Ser eliminado é uma dessas situações e aqui fora ele vai refletir na quantidade de asneiras que ele disse. 

 

Para finalizar a coluna desta terça-feira (19), fique com a firmeza de Gabriela de falar na frente de todos que não vai abaixar cabeça para nenhum comentário racista. Nos tempos de hoje, no qual muito brasileiros reativaram esse gene podre de seus DNAs, é cada vez mais importante ter um comportamento reativo frente a estas pessoas.  

 

Histórico de Conteúdo