Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Prefeitura de São Paulo confirma adiamento do carnaval de 2021
Foto: Divulgação/Rafael Neddermeyer/LIGASP

Diante das incertezas sobre o controle da pandemia do novo coronavírus, a prefeitura de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira (24), o adiamento do do carnaval de 2021. Com a medida, o evento deixará de acontecer em fevereiro, mas ainda não há uma nova data definida.

 

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, a mudança foi tomada após uma reunião da Liga das Escolas de Samba de São Paulo com o prefeito Bruno Covas (PSDB), realizada na quinta-feira (23). Os carnavalescos defendiam o adiamento para que pudessem ter tempo hábil para preparar o desfile, e sugeriram à administração municipal que o evento fosse realizado em maio.

 

"Finalmente batemos o martelo e estamos adiando o carnaval do ano que vem. Conversamos com vários blocos de carnaval, os blocos tradicionais da cidade. E tanto as escolas de samba quanto os blocos entenderam a inviabilidade de organização do carnaval para fevereiro do ano que vem. Importante destacar que estamos falando de um desfile [das escolas de samba] que movimentou 120 mil pessoas no ano passado e trouxe benefício econômico de R$ 227 milhões”, disse o prefeito.

 

Bruno Covas informou ainda que a nova data será definida em conjunto com as escolas de samba e outras cidades do estado de São Paulo que contam com desfiles e blocos de rua no carnaval.

 

Em Salvador, o prefeito ACM Neto cogitou o adiamento da festa para o início de julho e informou que apresentou a proposta de um calendário nacional do carnaval aos prefeitos do Rio de Janeiro e São Paulo (clique aqui e saiba mais). As escolas de samabo do Rio, por sua vez, descartam a realização do desfile sem que haja uma vacina para o novo coronavírus (entenda).

Histórico de Conteúdo