Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Mulher passa mal após ser acusada de roubo na Renner do Shopping Bela Vista
Foto: Arquivo Pessoal

A recepcionista Fernanda Rodrigues dos Santos de 42 anos passou mal e quebrou a perna após ter sido acusada de roubo na loja de roupas Renner, no Shopping Bela Vista, na tarde da última sexta-feira (20). As informações são do G1.

 

O caso é investigado pela Polícia Civil. De acordo com o relato da recepcionista, um segurança do estabelecimento a acusou de ter furtado produtos da loja junto com uma outra mulher. Ela afirma que não conhece a outra mulher e que estava na loja sozinha. Diante da acusação e da situação ela teve um pico de pressão, caiu na loja e fraturou o pé.

 

Fernanda Santos foi atendida pelo serviço de emergência do Shopping Bela Vista. Ela trabalha como recepcionista em uma unidade do Laboratório DNA e vai ficar 14 dias afastada do trabalho.

 

A recepcionista conta que foi informada pela gerente da loja que o segurança foi demitido. A Polícia Civil informou que o caso é investigado pela 11ª Delegacia Territorial (DT)/Tancredo Neves. De acordo com o registro, a Fernanda foi abordada e acusada de roubo pelo segurança da loja, que pediu para a cliente sair do estabelecimento.

 

A polícia afirmou que além da vítima e do segurança, outros funcionários da loja devem prestar depoimento na delegacia.

 

Em nota, a Renner afirmou que apurou imediatamente o caso e seguiu seu protocolo para relatos de casos de discriminação. Após verificar as imagens captadas pelo circuito interno de TV e analisar os fatos, não encontrou evidências das acusações relatadas.

 

O Shopping Bela Vista também se pronunciou sobre o caso e disse que prestou atendimento médico à cliente e ofereceu toda a assistência necessária enquanto ela esteve no empreendimento. Ainda conforme a administração do centro comercial, a mulher fez o registro da queixa na Central de Atendimento ao Cliente e o centro comercial aguarda a apuração dos fatos.

 

O Bela Vista reiterou que não compactua, tolera e repudia quaisquer atitudes discriminatórias e reforçou que tem um posicionamento democrático e de acolhimento à diversidade.

Histórico de Conteúdo