Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 08 de Fevereiro de 2022 - 00:00

Solidariedade pode ser destino de Bacelar após promessa de autonomia e comando

por Mauricio Leiro

Solidariedade pode ser destino de Bacelar após promessa de autonomia e comando
Foto: Anderson Ramos / Bahia Notícias

Ainda tentando encontrar saída para o futuro partidário, o deputado federal Bacelar (Podemos) tem uma nova possibilidade para o destino. O Solidariedade poderá receber o parlamentar que chegaria na legenda com autonomia e o comando das ações. A conversa com o governador Rui Costa (PT) (relembre aqui) deverá ocorrer até a próxima sexta-feira (11). 

 

Figuras do entorno do deputado apontaram ao Bahia Notícias que, além de algumas legendas do entorno ao governo Rui Costa, o Solidariedade poderia receber Bacelar. Um dos atrativos seria a possibilidade do deputado conseguir manter o comando do partido, que atualmente é presidido por Luciano Araújo. 

 

A chegada de Bacelar poderia criar precedente para que mais uma legenda migrasse da base de apoio do postulante ao governo da Bahia ACM Neto (DEM/UB). A articulação para atrair o Solidariedade passa também por conversas entre o dirigente nacional da sigla, Paulinho da Força e o senador Jaques Wagner (lembre aqui). Nacionalmente, o partido indicou que vai apoiar a tentativa de retorno de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Palácio do Planalto.


Bacelar sinalizou o desejo de manutenção do apoio a Rui, mesmo com conversas entre Neto e Bacelar já sendo iniciadas (veja mais). O ajuste fino para a migração pode ser feito quando o futuro do deputado seja selado. O deputado federal migrou para o apoio aos governos petistas após iniciar a primeira gestão de ACM Neto como Secretário de Educação de Salvador. O rompimento, todavia, deixou arestas que nunca foram aparadas integralmente.

 

A manutenção no Podemos estaria seriamente comprometida. Segundo interlocutores, a situação estaria "muito difícil", justamente por conta da candidatura presidencial do ex-ministro Sérgio Moro (Podemos). Um dos possíveis partidos que estão sendo ventilados para receber Bacelar foi o Avante (veja mais), porém, o deputado estadual Tum rechaçou a possível movimentação do deputado (reveja aqui).

Histórico de Conteúdo