Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Em protesto contra governo, auditores-fiscais começam a entregar cargos na Bahia
Foto: Reprodução / Sinait

Os auditores-fiscais do trabalho na Bahia estão colocando cargos de chefia e coordenação à disposição como forma de reivindicar a regulamentação do bônus de eficiência e demonstrar a insatisfação com o tratamento desigual que o governo federal vem dando à categoria em relação aos policiais de carreira federal.

 

De acordo com o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), até esta quinta-feira (6), a Delegacia Sindical registrou a entrega de oito cargos na Bahia. Já em âmbito nacional, mais da metade dos cargos já foram entregues. Dos 298 cargos de chefia e coordenação, 154 já foram colocados à disposição, o que representa 52% do total.

 

“Não podemos aceitar esse tratamento desigual com o funcionalismo público. Esse reajuste salarial exclusivo para policiais federais é um desrespeito com os servidores de outras categorias, que se dedicam tanto quanto eles”, explica o delegado sindical do Sinait na Bahia, Anastácio Gonçalves Filho.

 

Ainda de acordo com o sindicato, enquanto o governo federal se nega a valorizar o servidor público em âmbito nacional, governadores de 15 estados e do Distrito Federal anunciaram reajustes para os servidores públicos estaduais, segundo levantamento realizado pela Agência CNN. A entrega dos cargos é uma forma que os servidores de carreira encontram para pressionar o governo federal a dar celeridade à regulamentação do bônus de eficiência, previsto em lei há cerca de cinco anos.

Histórico de Conteúdo