Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Supremo nega habeas corpus a Roberto Jefferson por unanimidade
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O pleno do Superior Tribunal Federal (STF) negou por unanimidade o pedido de habeas corpus do ex-deputado e presidente do PTB, Roberto Jefferson. A decisão foi publicada nesta segunda-feira (25). O político está preso desde agosto, suspeito de fazer parte de uma organização criminosa digital para ataque à democacia.

 

O ministro do STF Alexandre de Moraes, responsável pela ordem de prisão de Roberto Jefferson, se declarou impedido e não participou do julgamento. Todos os ministros votaram por rejeitar o pedido de habeas corpus.

 

Como apontou a coluna de Guilherme Amado, no portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, o acusado voltou a atacar Moraes. Ele citou a mulher do ministro, a a advogada Viviane de Moraes, o ex-deputado pregou novamente uma “maldição sobre os perversos” contra o ministro, referindo-se a um trecho da Bíblia. 

 

Roberto Jefferson está preso no hospital do Complexo Penitenciário de Gericinó (antigo Bangu) desde sábado, em razão de complicações em seu estado de saúde - o presidente do PTB apresentou sintomas como febre alta, taquicardia e baixa pressão (relembre aqui). A defesa solicitou a transferência para um hospital particular na Barra da Tijuca alegando "grave risco" de vida.

Histórico de Conteúdo