Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Defesa de advogado aponta para 'tiro acidental' e confirma que arma era registrada
Foto: Reprodução / Redes Sociais

A defesa do advogado José Luiz de Britto Meira Júnior revelou que, o tiro que acabou matando Késia Stefany da Silva Ribeiro, de 21 anos (reveja aqui) foi acidental. O advogado Domingos Arjones comentou também ao Bahia Notícias que a arma era regular e tinha todos os registros. Os delegados André Garcia e Zaíra Pimentel realizaram coletiva de imprensa nesta segunda-feira (18) (veja aqui).  

 

"Estamos acompanhando. No primeiro momento indica um acidente de tiro. Eles tinham um histórico de agressão, relacionamento conflituoso. Ele é um cara que não é violento, não tem histórico. Chegaram bêbados em casa e ocorreu mais uma briga. Ele esta lesionado. Ela pegou uma tesoura, depois uma faca, atingiu ele. Por último, depois da briga, ela conseguiu pegar a arma no cofre que estava quebrado, partiu para cima dele, e com isso, um disparo acidental", revelou ao BN. 

 

De acordo com Arjones, o advogado estaria muito comovido com o acontecido. "Ele está muito abalado. Gostava muito dela, relacionamento de dois anos e meio", finalizou.

Histórico de Conteúdo