Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 31 de Agosto de 2021 - 00:00

Após Robinho atacar estratégia do PP para 2022, líder na AL-BA contesta

por Mauricio Leiro

Após Robinho atacar estratégia do PP para 2022, líder na AL-BA contesta
Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Se eleger como deputado estadual na Bahia pelo Progressitas pode não ser tão fácil. O deputado estadual Robinho, que segue em rota de colisão com a legenda (relembre aqui), acredita que o PP não tem "rabeira" e, se a eleição for disputada sem as coligações, obter uma cadeira ficaria "inviável". Apesas disso, o líder do partido na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), deputado Eduardo Salles, contestou a opinião. 

 

"Depende de votar a lei [coligações]. O PP não tem 'rabeira'. Se a eleição for disputada, o partido ficou inviável, não é porque o pessoal está descontente. O cara entra no partido vai ter fazer a uma votação de legenda própria para se eleger", comentou Robinho ao BN. 

 

Em contrapartida, o líder do partido Eduardo Sales acredita que o partido tem um cenário consolidado. "O PP é um partido estruturado, todos nós nos preparamos. Uma é a questão das coligações, é a tendência grande que aconteça, todas as informações que temos é que passa. Nós na coligação sempre tivemos boa performances. Caso não passe, o PP tem uma estrutura nos grandes municípios. É logo que vamos ter candidatos sim. Temos uma listagem de pessoas que querem ser candidatos. Essa preocupação de Robinho não existe. Temos alguns deputados que não vão estar com a gente", disse Sales.

 

Na AL-BA, o PP é o terceiro partido com o maior número de parlamentares na Casa, com nove deputados. 

 

E ROBINHO VAI SE CANDIDATAR PELO PP?

Após o rompimento com o governo, a permanência de Robinho no partido ficou incerta. O deputado acredita que um fator será fundamental para sua manutenção para as eleições de 2022: o apoio do PP ao PT. 

 

"Se Leão mantiver a aliança com o PT estou fora. ACM Neto quer que Cacá Leão saia com candidato a senador, aí eu teria espaço. Se Rui Costa for pro Senado, aí Leão assume a governadoria. Se isso acontecer ninguém sai do partido", disse Robinho.

Histórico de Conteúdo