Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

DHPP cumpre novos mandados em operação contra grupo acusado de matar tio e sobrinho
Foto: Alberto Maraux/ SSP-BA

A fim de elucidar as mortes de Bruno Barros e Yan Barros, respectivamente, tio e sobrinho, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deflagrou a segunda fase da Operação Retomada, na manhã desta quarta-feira (30). Segundo a Polícia Civil, os dois foram assassinados por traficantes da região do Nordeste de Amaralina e teriam sido entregues a eles por seguranças do supermercado Atakarejo. Após isso, os dois foram encontrados mortos, com sinais de tortura.

 

Com essa nova fase, hoje são cumpridos mandados de busca e apreensão por equipes das polícias Civil (DHPP, Depom, Draco, DCCP e AEXPJ) e Militar (COPPM, Rondesp Atlântico, Batalhão de Choque, 40ª CIPM e 35ª CIPM), em Salvador. "A investigação continua e buscamos hoje outras pessoas que participaram é forma direta e indireta das mortes de tio e sobrinho. Nosso objetivo é prender e apresentar à Justiça todos os envolvidos", declarou a delegada titular do DHPP, Andréa Ribeiro.

 

OITO PRISÕES NA PRIMEIRA FASE
A primeira fase da operação, deflagrada em 10 de maio, culminou na prisão de oito pessoas, entre traficantes e seguranças (saiba mais aqui e aqui). Além das capturas, celulares dos envolvidos também foram apreendidos e continuam sendo analisados pelos investigadores do DHPP, com apoio do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Histórico de Conteúdo